Especiarias

Pimentas mexicanas: as 5 mais conhecidas e deliciosas!

As pimentas mexicanas são símbolo da culinária do país. Famosas pelo forte sabor, elas se encaixam perfeitamente em muitos outros pratos brasileiros e estrangeiros.

Extremamente difundida no Brasil, a culinária do México fez com que muitas pessoas pegassem gosto pela pimenta. Isso fez com que os brasileiros trouxessem este elemento com mais frequência em molhos e outras receitas.

Além de apresentarem excelente qualidade, estes produtos também se destacam por fazerem bem à saúde. Alguns tipos de pimenta podem ajudar no emagrecimento, combater as dores de cabeça até atuarem como elemento preventivo do câncer.

Separamos as cinco pimentas mexicanas mais famosas para você experimentar! É uma oportunidade de experimentar coisas incríveis e ainda conhecer mais sobre o México!

As 5 pimentas mexicanas mais famosas

Jalapeño

Presente em diversos molhos para tacos e burritos, a pimenta jalapeño é uma das mais conhecidas em território mexicano. Possui este nome em homenagem a cidade de Jalapa, capital do estado de Vera Cruz.

Estas pimentas mexicanas costumam ser consumidas de forma fresca. Podem ser processadas para a criação do molho líquido ou pó. Outras opções são as conservas e a desidratação da pimenta para a ingestão.

A jalapeño se destaca pela presença de nutrientes muito importantes para a saúde. Elementos como carboidratos, sódio, potássio, proteínas, fibras, cálcio, zinco, ferro, cobre, fósforo, manganês, magnésio e as vitaminas A, B6 e C estão na composição, fazendo com que o alimento seja extremamente benéfico para a saúde.

São diversos os benefícios gerados por estas pimentas mexicanas de acordo com os cientistas. Além de ajudar na aceleração do metabolismo, que resulta em emagrecimento, melhora nas condições da pele e excelente reforço para a vista.

As pimentas mexicanas possuem capsaicina em suas composições. Este elemento pode ajudar o corpo reforçando o efeito vasodilatador e anti-inflamatório, melhorando a circulação e evitando infecções. Também há um ganho no sistema imunológico, que fica nitidamente mais forte.

Com a presença de diversos minerais, a pimenta jalapeño também auxilia na produção de glóbulos vermelhos, trazendo mais saúde ao fluxo sanguíneo. E esse alimento também aparece como solução para quem sofre com a enxaqueca, inibindo os principais focos da dor.

Chilli

Sucesso absoluto na culinária mexicana e também presente em diversas regiões da América do Norte, a muito avermelhada pimenta chilli se destaca pelo gosto forte.

Em muitos pratos, esta pimenta é misturada com outras carnes, legumes e até feijão. Tudo isso para que a potência desta pimenta possa ser diluída. Desta forma, é possível consumir independente da sensibilidade.

O chilli é uma das pimentas mexicanas facilmente comparadas a um tipo muito conhecido os brasileiros. A pimenta malagueta também se destaca pela ardência e toque especial que dá aos pratos em que está inserida.

Vale destacar que chilli também é o nome de um prato de origem mexicana. A pimenta nem sempre está inserida nele, visto que a sua força poderia pesar na receita. As chances de encontra-la são maiores em sopas, carnes, frutos do mar e molhos vermelhos.

Habanero

Está entre as pimentas mais fortes do mundo! E também traz um simbolismo histórico muito forte. A habanero foi uma das primeiras pimentas a serem cultivadas pelos maias em território americano e está, tradicionalmente, ligada aos símbolos culturais mexicanos.

Com origem da costa norte do México e também presente no Caribe, está entre as pimentas mexicanas que necessitam ser muito bem diluídas para manter o sabor do prato. Podem ser aplicadas secas, frescas ou trituradas em molhos extremamente picantes.

São dois os tipos de pimenta habanero. A mais ardida é a Red Savina, enquanto a do Chile também possui um gosto muito marcante. Encontrado nas cores vermelho, laranja e amarelo, este produto vai trazer sofisticação é muita ardência ao prato desejado.

Caiena

Esta pimenta foi batizada como caiena por ser da capital da Guiana Francesa, e de lá começar a se destacar no comércio internacional. Não demorou a ser adotada entre as pimentas mexicanas pela sua riqueza de sabores e variedade de usos.

Usada para temperar molhos, peixes e aves, a pimenta caiena mistura propriedades de muitas outras pimentas conhecidas pelo brasileiro, como dedo de moça, malagueta e chifre de veado. Por ser extremamente saborosa, está entre as pimentas mexicanas mais vendidas em todo o ocidente.

Além de deixar os pratos absolutamente deliciosos, a pimenta caiena também pontua em outro aspecto. São muitos os benefícios para a saúde apontados pelos especialistas, que indicam este alimento em diversas ocasiões diferentes.

Além de ser extremamente eficiente no combate a dores de cabeça, esta pimenta também age no combate contra os fungos. Esta qualidade também está presente quando  o assunto é o surgimento de alergias. Nas tribos antigas, este item era usado no combate contra doenças degenerativas e crônicas.

Um dos pontos fortes da caiena está nos benefícios gerados para a ação digestiva. Auxiliando na produção de sucos gástricos e enzimas, ela é fundamental para que o corpo aprimore a capacidade de trabalhar com as toxinas. Também trabalha com eficiência no combate aos gases intestinais.

Além de conter nutrientes no combate às bactérias e reforçar os glóbulos vermelhos no sangue, a pimenta também estimula a circulação com mais intensidade. Isto faz com que a desintoxicação, independente do grau, se torne mais prática. Recomenda-se ingerir com limão e mel.

Mas as pesquisas não cansam de surpreender quando se fala em pimenta caiena. Estudos apontam que este alimento pode ajudar na prevenção contra o câncer de pulmão. A alta quantidade de capsaicina evita a formação de tumores de diversas frentes, principalmente hepáticos.

Poblano

Naturais da cidade de Puebla, as pimentas mexicanas poblano são as mais semelhantes ao pimentão. Possuindo o mesmo formato, ela se difere pela tonalidade verde mais escura. Quando estão esturricadas e secas, estas pimentas ganham o nome de ancho.

Este item se destaca por ser mais saboroso, apresentando uma ardência menor em relação a outras pimentas utilizadas no México. Por isso, está sempre sendo cultivada no país e também nos Estados Unidos. São grandes, podendo chegar a até 25 centímetros de comprimento.

São vários os modos de se aplicar a poblano na culinária. A pimenta pode ser consumida fresca, sem nenhum cozimento. Neste caso, é conhecida como Pasilla. Ela também é normalmente misturada em pratos com legumes, carnes e outros elementos.

Gostou das opções? Agora é hora de comprar, experimentar e ousar na hora de fazer uma receita. Desta forma, você vai descobrir quais as suas pimentas mexicanas favoritas!

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.