Beleza Estética

Preenchimento labial: tudo sobre o procedimento

Preenchimento labial

O preenchimento labial é um procedimento estético que se popularizou nos últimos anos graças às celebridades. Por suas imagens serem muito valorizadas no meio que trabalham, buscam constantemente aperfeiçoar traços e formas ou ajustar o que consideram como incômodos. Tornou-se comum ver estampados nas capas de revistas ou portais de internet manchetes informando que uma atriz ou socialite fez preenchimento labial.

No entanto, muitas dessas notícias não informam apenas a ocorrência da ação, mas das consequências muitas vezes desastrosas. Alguns preenchimentos labiais acabam resultando em uma aparência nada positiva, com lábios muito maiores do que o ideal ou com aspecto muito destoante em relação a epiderme facial.

Mas por que esse tipo de transtorno com preenchimento labial ocorre? Será que se deve à qualificação do profissional, da clínica de atendimento, das substâncias utilizadas, do organismo da pessoa?

É um procedimento indicado pelas agências reguladoras de saúde? Traz consequências negativas a longo prazo? Pode ser desfeito, uma vez executado?

Tiramos todas essas dúvidas sobre preenchimento labial a seguir, nos tópicos abaixo. Prossiga na leitura.

O preenchimento labial

Para começarmos, cabe explicarmos a definição, o que é exatamente preenchimento labial.

É um procedimento estético que visa delinear o contorno dos lábios ou aumentar o volume com a introdução de substâncias na região. Essas substâncias são injetadas por meio de agulha ou cânula.

Ou seja, as pessoas que desejam lábios mais grossos acabam recorrendo ao procedimento para realizar essa vontade.

Preenchimento labial é uma cirurgia?

O preenchimento labial não é considerado uma cirurgia. Não é classificado dessa forma porque é visto como um procedimento minimamente invasivo.

É feita uma pequena perfuração, quase como a aplicação de uma vacina, na região dos lábios, tanto que o preenchimento labial pode ser feito em consultório médico e não necessariamente em um centro cirúrgico.

Preenchimento labial

Os tipos de preenchimento labial

Existem três tipos de preenchimento labial. Entender cada um deles explicará o porquê de algumas aplicações acabarem gerando resultados tão desfavoráveis esteticamente.

Preenchimento labial: permanente

Neste tipo de procedimento, são utilizadas substâncias como silicone, PMMA ou metacrilato. É o tipo de preenchimento labial permanente. Depois de executado, não há a necessidade de voltar a fazê-lo após um período determinado, porém, não há como desfazer uma vez que está concluído, somente na ocasião de cirurgia.

Não é a opção mais recomendada, porque as substâncias utilizadas são estranhas ao corpo humano, não são naturais, produzidas pelo próprio organismo, o que aumenta as chances de uma reação adversa, alergia e outras consequências a curto ou longo prazo, que podem provocar sequelas graves e levar até a óbito.

São substâncias consideradas mais acessíveis, por isso, os preços de preenchimento labial permanente são encontrados com valores mais baixos. Porém, o fato é que nem deveriam ser usadas em procedimentos dessa natureza, pois já se constatou a deformidade no rosto de muitas pessoas.

Outro ponto a se considerar é que o aspecto dos lábios permanece o mesmo, não importa a idade da pessoa. Isso significa que se houver aumento ou diminuição de peso pós-processo de preenchimento, o formato e volume permanecerão os mesmos. Isso tende a ressaltar o aspecto artificial da medida, pois o natural é que os lábios acompanhem a transformação do corpo ao longo do tempo.

Como as substâncias não são absorvidas pelo corpo, permanecem inalteráveis, independente se harmonizam ou não com o restante que as cerca.

Preenchimento labial: semi-permanente

Tipo de preenchimento labial que, como o próprio nome diz, tem efeitos de duração relativa. Algumas substâncias permanecem inseridas no corpo sem modificação e outras são absorvidas. As substâncias em questão são a poli lactona e a hidroxiapatita de cálcio.

Essas substâncias não são recomendadas para uso direto nos lábios porque é comprovado que a inserção no organismo humano provoca formação de nódulos e granulomas.

Vimos até agora que as opções de preenchimento labial não se mostram viáveis tanto do ponto de vista estético como para a saúde. Significa que o procedimento não é recomendado ou aprovado pelas agências reguladoras da área da saúde?

Nada disso. O preenchimento labial é autorizado graças ao terceiro e último modo de fazê-lo. O profissional indicado para realizar o procedimento deve ter certificação como cirurgião dentista, dermatologista ou cirurgião plástico.

Preenchimento labial: temporário

A terceira opção é a mais indicada em razão das substâncias utilizadas serem facilmente aceitas pelo organismo. Não provocam reações adversas, alergias ou nódulos.

Uma delas é o ácido hialurônico, substância naturalmente presente no organismo humano, usada para tratar de rugas, olheiras e sinais no corpo. Por não ser um agente estranho, sua adaptação é praticamente instantânea.

É classificado como temporário porque seus efeitos têm duração limitada e necessita ser aplicado em novas doses após período determinado, dependendo da finalidade do preenchimento.

Outra aplicação de caráter temporário é a gordura autógena. Essa gordura é retirada do próprio corpo e reaplicada nos lábios. Ou seja, mais natural, impossível. A extração pode ocorrer do joelho ou do culote.

Cerca de 30% a 40% do que é enxertado dessa gordura é absorvida pelo corpo, mas o restante permanece. O problema da gordura autógena é que ela pode crescer se houver aumento de peso. Se a pessoa engordar após o preenchimento labial, os lábios tendem a crescer e resultar em um aumento excessivo, comprometendo a harmonia desejada.

Preenchimento labial

Quem pode fazer preenchimento labial?

Não há restrições quanto a peso, idade ou sexo, embora se recomende que a pessoa seja maior de 18 anos para se submeter ao procedimento.

Contraindicações do preenchimento labial

A medida é contraindicada para quem apresenta alergia ao ácido hialurônico, doenças autoimunes, herpes ou feridas nos lábios, pneumonia, infecções ou gravidez.

Efeitos pós-preenchimento labial

Os efeitos logo após o procedimento de preenchimento labial variam de pessoa para pessoa, mas é normal apresentar inchaço na região dos lábios, que desaparece em questão de dias.

Aconselha-se a não tocar nos lábios, evitar exercício físico, fazer uso de cremes e pomadas nas 48 horas seguintes e evitar todo procedimento estético nos 30 dias subsequentes.

Gostou deste conteúdo sobre preenchimento labial?

Então curta, compartilhe, avalie.

Seu apoio e sua opinião são muito importantes para nós.

Leia mais de nossa sessão de beleza.

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.