Sem categoria

Conheça a história e origem do Qi Gong

Qi Gong história e origem

O Qi Gong é uma prática da MTC que vem ganhando adeptos no Brasil graças aos seus benefícios para o corpo, mente e espírito.

Conjunto de movimentos, técnicas de respiração e meditação, o Qi Gong tem como objetivo estimular e promover uma melhor circulação do Qi (energia vital) no corpo.

Mas você sabe de onde surgiu essa prática? Leia este post e conheça a história e origem do Qi Gong.

Assuntos

Filosofia e princípios do Qi Gong

Antes de sabermos de onde surgiu essa técnica milenar, é preciso conhecer sobre a filosofia e os princípios que regem o Qi Gong.

A prática baseia-se no princípio de que é possível promover o autoconhecimento por meio de técnicas de respiração, movimentos físicos, autocontrole emocional, concentração e meditação, propiciando o equilíbrio entre o homem e a natureza, favorecendo o corpo e a mente.

Tudo isso é possível porque, na visão do Qi Gong, o nosso corpo é um microcosmo com energia contida neste espaço. Essa energia vital é denominada Qi, e através dos movimentos corretos, pode ser manipulada e direcionada por diversos canais no nosso corpo, revitalizando a nossa saúde física, mental e espiritual.

Além disso, acredita-se que os exercícios do Qi Gong possam elevar o estado natural do ser humano ao seu desenvolvimento máximo, fazendo com que áreas como, arte, educação, religião e cultura, também possam ser favorecidas pelo bem da sociedade e do mundo como um todo.

História e origem do Qi Gong

Quanto à história e origem do Qi Gong, podemos afirmar que a técnica não foi criada por um único indivíduo e sim como resultado de milhares de anos de práticas chinesas com o intuito de usar a energia para tratar doenças, promover a saúde e a longevidade, além de melhorar as habilidades de luta, expandir a mente, alcançar diferentes níveis de consciência e desenvolver a espiritualidade.

Acredita-se que as diferentes técnicas de Qi Gong tenham se desenvolvido separadamente em diversos locais da China, mas foram se influenciando mutuamente.

O Qi Gong praticado hoje deriva de técnicas milenares conhecidas como Tao Yin e remonta à época da Dinastia Han (206 a.C. – 220 d.C.). Também é desta época o registro histórico mais antigo da técnica, um diagrama pintado em seda encontrado na tumba da cidade chinesa de Ma Wang Tui.

Apesar de ser uma técnica milenar, o Qi Gong como conhecemos hoje é relativamente recente, data do início do século XX, quando diversos estudos científicos começaram a ser realizados acerca da sua eficiência terapêutica no desenvolvimento da força (física, energética, mental ou espiritual), mediante a utilização da energia vital Qi.

Durante os primeiros anos da década de 70 foram realizadas pesquisas pioneiras sobre o Qi Gong, que comprovaram seus efeitos no corpo humano e a existência do Qi através de métodos científicos ocidentais.

Destas pesquisas podemos destacar a realizada por Gu Hansen e Lin Houshen, do Instituto de Qi Gong e Medicina Chinesa de Shanghai, que comprovaram que o Qi pode ser medido por sensores infravermelhos. Seus resultados foram aceitos e debatidos com entusiasmo pela maior parte da comunidade científica internacional.

O Qi Gong no Brasil

No Brasil, a divulgação do Qi Gong deve-se à importantes contribuições de mestres chineses que se radicaram no país.

Em 1975, os mestres Liu Pai Lin e Liu Chih Ming começaram a transmitir práticas taoístas em São Paulo, no Instituto Pai Lin de Ciência e Cultura Oriental e no Centro de Estudos de Medicina Tradicional Chinesa (CEMETRAC).

Já em 1986, o mestre Wang Te Cheng chega ao Brasil e introduz uma variedade de técnicas para trabalho de energia, inclusive o avançado sistema Zhan Zhuang Qi Gong.

Foi então que em 1988 o mestre Cao Yin Ming uniu os conhecimentos tradicionais que recebeu de seus mestres com o aprendizado científico adquirido no Instituto de Qi Gong e Medicina Chinesa de Shanghai, resultando na fundação do Instituto de Acupuntura e Qi Gong China-Brasil, atualmente denominado Instituto de Acupuntura e Cultura Chinesa.

Apesar de ainda ser uma prática vista com ceticismo por muitos membros da comunidade médica ocidental, atualmente a Organização Mundial da Saúde (OMS) cita o Qi Gong como uma das técnicas da Medicina Tradicional Chinesa recomendadas para inclusão nos sistemas de saúde, orientação à qual a legislação brasileira atualmente procura se adequar.

Você já conhecia a história e origem do Qi Gong? Tem alguma experiência com a prática? Posta nos comentários!

LISTA VIP!
Nossas Dicas no seu Email
Seja a primeira a saber das nossas últimas dicas. Coloque seu email abaixo e receba nossos posts:
Cadastrar!
close-link
/* ]]> */