Emagrecimento Nutrição Receitas

Queijos magros para incluir na sua dieta de perda de peso

Você sabe o significado de queijos magros? Muitas pessoas procuram esses tipos de queijos para ajudar na hora de uma dieta, contribuindo assim com a perda de peso.

Mas você sabe quais são esses queijos magros e quais os benefícios que eles trazem para o seu corpo, ou mesmo se precisa ter algum cuidado na hora de comê-los?

Se não sabe, não se preocupe que vamos ensinar tudo para você.

O que são queijos magros?

O queijo faz parte de grande parte das refeições realizadas principalmente quando os assuntos são os lanches, mistos quentes, pastéis e etc.

Eles também são muito utilizados nas principais refeições do dia, como no almoço e na janta, seja em uma macarronada com queijo ou em uma lasanha.

Em outras palavras, os queijos estão presentes no nosso dia a dia, porém quando o assunto é dieta de emagrecimento eles podem se tornar vilões.

Isso acontece pois a maioria dos queijos, como o muçarela, são feitos com leite integral, o que traz consigo muitas calorias e também muita gordura.

Por esse motivo que os queijos magros existem, para juntar a sua ‘vontade de comer’ com algo mais saudável e menos calórico, facilitando assim a organização da sua dieta.

Os queijos magros são feitos normalmente de leite desnatado, ou seja, trazem menos calorias e também menos gordura. Além de trazerem menos sal e menos quantidades de conservantes.

Por esse motivo que normalmente os considerados queijos magros têm uma validade menos extensa se comparados aos queijos ‘normais’.

Benefícios dos queijos magros

Como dito, os queijos magros têm alguns benefícios a mais para a sua saúde se comparados com os queijos tidos como comuns.

Além disso eles não perdem os benefícios que os queijos comuns oferecem também, formando assim uma excelente combinação do melhor dos dois mundos.

Em um primeiro momento, se você não estiver acostumado com esse tipo de queijo, pode estranhar o paladar, mas com o tempo você se acostuma.

Os queijos magros são grandes fontes de:

  • Proteínas;
  • Cálcio;
  • Fósforo;
  • Vitamina A;
  • Vitamina D;
  • Vitaminas do complexo B.

Os produzidos com leite de vaca são os que trazem os melhores benefícios a curto, médio e longo prazo, porém se você é alérgico ou intolerante a esse tipo de leite, outros tipos de queijos, como os de cabra, também possuem suas versões magras.

Os queijos magros auxiliam contra diversos tipos de problemas, tais como:

  • Anemias;
  • Fraquezas nos ossos;
  • Osteoporose;
  • Enfraquecimento dos músculos ou fadiga;
  • Menos gordura traz menos riscos de problemas cardiorrespiratórios.

Além disso, uma criança que sofre de obesidade encontra nesses queijos a quantidade necessária de nutrientes para o seu desenvolvimento ao mesmo tempo que evita as altas calorias dos queijos comuns.

Tipos de queijos magros

Agora que você já sabe alguns dos benefícios desse tipo de queijo, chegou a hora de apresentar alguns deles e também o que cada um tem de especial em relação ao outro.

Os principais tipos de queijos magros são:

  1. Ricota;
  2. Brie;
  3. Cottage;
  4. Cammembert;
  5. Frescal;
  6. Minas.

Abaixo falaremos um pouco sobre cada um deles.

1. Ricota

A Ricota é um desses queijos mais conhecidos pela população.

Esse queijo é muito indicado para quem curti uma academia e exercícios físicos pois possui aminoácidos que ajudam no crescimento da massa magra do corpo.

Ele é produzido do soro do leite e por isso é uma grande fonte de proteínas também.

Muito rico em cálcio, auxilia no fortalecimento dos ossos e dos dentes, assim como ajuda a prevenir as doenças ósseas, como a osteoporose.

Entre esses tipos de queijo ele pode ser considerado o ‘menos magro’, pois é permitido a utilizam de leite em sua fabricação também, para aumentar o rendimento.

2. Brie

Esse é um dos queijos magros de grande consumo também.

Ele é feito de massa mole que torna o interior do queijo macio e produz uma crosta em seu entorno.

O Brie pode agradar a todos os paladares pois ele pode ser tanto suave, quanto ter um gosto mais forte já que tudo depende do seu estado de maturação.

3. Cottage

Esse queijo tem pouco teor de sódio, assim como menos gorduras e colesterol.

Ele é cremoso, uma vez que não é prensado como os outros ele é apenas ‘drenado’, o que também deixa um pouco de soro do leite em sua composição.

O Cottage é rico em proteínas, cálcio e carboidratos.

4. Cammembert

Esse queijo é uma variação do Brie e tem a tendência a ser ‘esfarelado’.

Quando novo seu gosto é mais suave que o Brie, porém após a sua maturação ele tende a ficar mais forte.

Sua tendência é ficar mais duro conforme a passagem do tempo.

5. Frescal

Semelhante ao queijo minas, porém com quase 70% a menos de gorduras e calorias que os tradicionais.

Ele possui triptofano e queratina que auxiliam para a melhora do organismo e também para uma melhora da pele de forma geral.

Além de melhorar a aparência da pele, ele também auxilia para o fortalecimento dos cabelos e das unhas.

6. Minas

O queijo minas possui menos gorduras, calorias, colesterol e sódio do que os queijos tidos como tradicionais.

Porém o seu consumo deve ser controlado para que esses benefícios trabalhem de forma correta com o seu corpo.

De nada adianta consumir um queijo mais saudável se você comer em quantidades exageradas.

Isso na verdade também vale para todos os outros tipos de queijos apresentados nessa lista.

Considerações finais

Se você não puder comprar um desses queijos magros listados acima, uma boa saída é procurar pelas versões ‘light’ dos queijos tradicionais.

Eles possuem menos calorias e também menos gorduras, embora possam ter menos qualidades e benefícios também.

Porém, esses outros queijos da lista tem a tendência a serem mais caros, por isso se sua situação financeira não estiver muito boa, você pode optar por essa outra forma.

Mas note que essa é uma opção de ‘emergência’, assim que possível de preferência pelos queijos dessa lista ou outros tipos de queijos magros.

O consumo desses queijos devem ser feitos de maneira rápida (no máximo em 4 dias após aberta a embalagem).

Além disso, mantenha sempre eles tapados em um pote ou cobertos com um pano ou plástico, assim como refrigerados.

Gostou? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.