Exercícios Saúde

Diferença entre queimar calorias e queimar gorduras

Existe muita dúvida quando o assunto é a diferença entre queimar calorias e queimar gorduras.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% EM TODO O SITE

Para uma fácil compreensão do assunto, basicamente a queima de caloria é calculada a partir de tudo que perdemos ao gerar energia para o corpo. Já a perda de gordura, trata-se apenas da massa adiposa, conhecida popularmente como massa gorda.

Com essa breve explicação, já para ter uma ideia da diferença entre queimar calorias e queimar gorduras, não é?

Quando ingerimos qualquer alimento, ele é armazenado e se torna combustível para o corpo. As calorias são obtidas através dos carboidratos, das proteínas, das gorduras e do álcool. As calorias então são usadas imediatamente ou armazenadas como uma reserva de energia. Essa reserva é a gordura.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Vamos entender, prosseguindo a leitura, mais detalhes sobre a diferença entre queimar calorias e queimar gorduras.

Quando passamos a queimar gordura?

Essencialmente todo movimento do corpo consome energia. Levantar da cama, escovar os dentes, caminhar, subir uma escada, todas essas formas de exercícios físicos gastam calorias. Até mesmo quando estamos dormindo, gastamos calorias. Evidente que nossos afazeres do dia a dia gastam uma quantidade ínfima dessas calorias.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

As calorias que não foram usadas imediatamente ficam armazenadas em uma espécie de estoque de energia. A partir dai são transformadas em triglicérides, e serão conservadas nas células de gordura. Basicamente toda caloria que for consumida a mais, será armazenada e se tornará gordura.

Ao se exercitar nossos corpos buscam energia nas calorias recém-adquiridas ou nessas reservas de energia. Portanto se ingerirmos menos calorias em relação ao que gastamos se exercitando, uma parte dela virá dessas gorduras antes armazenadas.

Quando começamos uma atividade física mais pesada, como exercícios de aeróbica, musculação ou corrida, o metabolismo precisa se adaptar à solicitação de mais energia que aquela atividade física dispõe.

É nesse primeiro momento que o corpo utiliza a glicose, resultante dos carboidratos, como combustível para gerar energia, já que ela se encontra dentro dos músculos, e mais facilmente disponível nas correntes sanguíneas, do que a gordura.

A partir de um certo ponto o corpo se adapta a demanda de energia gerada para o exercício físico e passa a utilizar tanto a glicose quanto a gordura. Não se sabe exatamente quanto tempo esse processo demora para acontecer no corpo humano, pois depende de inúmeras variáveis de cada organismo, carga e tempo de treino, entre outras coisas.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Quando o corpo se adapta ao esforço utilizado no exercício, o que estipula qual será o principal combustível que será utilizado, é a intensidade do treinamento.

Mas qual a intensidade mais aconselhável para queimar gordura?

Os exercícios aeróbicos controlados usam a gordura como fonte principal de energia. Já as atividades mais acentuadas, fazem o uso da glicose. Isso se dá pois para essas atividades físicas de resposta rápida, o corpo precisa de energia mais rapidamente.

Mas diferentemente do que se acreditou durante muito tempo, um modelo de treino mais controlado não significa necessariamente que é o mais indicado e eficiente para a redução do volume de gordura corporal.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Grande parte dos especialistas atribuem que as modalidades aeróbicas como natação, caminhada, ciclismo ou corrida, conduzidas em alta intensidade, geram os melhores resultados para diminuir o estoque de gordura no corpo.

O motivo pelo qual isso se deve é que independentemente de a gordura não ser o principal combustível para esse tipo de exercício, o treino possibilita um grande nível de gasto calórico, gerando um estresse demasiadamente grande no nosso organismo.

Com isso passamos a gastar muito mais energia para a recuperação do esforço desferido e nosso metabolismo continua acelerado pelas próximas 48 horas, o que leva à queima de gordura durante esse período.

Sabendo que é difícil manter um treinamento tão intensificado continuamente, o mais indicado aqui é investir em um treino com espaços maiores de intervalo, proporcionando um grande esforço por um limite menor de tempo, descansando por um intervalo moderado, e repetindo essa sequência. Nesse ritmo, é possível chegar a resultados positivos de perda de gordura corporal com menos de 30 minutos de atividades nesse ritmo.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Agora você entendeu a diferença entre queimar calorias e queimar gorduras?

Próximo passo, emagrecer

A fórmula para aprimorar a capacidade do uso da gordura por nosso organismo, é através da constância que estabelecemos entre os exercícios. Isso nos levará a um condicionamento físico adequado. Criamos um deficit calórico ao reduzirmos nosso consumo de calorias, aumentando o nível de atividades físicas ou quando combinamos ambos.

Via de regra, ao consumirmos menos calorias do que o necessário, nosso corpo buscará energia nos estoques de gordura. A partir dai, o corpo queima as calorias de maneira constante para suprir as obrigações metabólicas, atividades físicas e a digestão.

Com o tempo o corpo conclui que vai sempre necessitar de energia para enfrentar um exercício pesado. Sejam calorias imediatas ou armazenadas, queimaremos essa gordura se mantivermos um deficit calórico. A partir disso, o corpo melhora a maneira de utilizar a gordura como combustível.

Hora da dieta

Quando se fala na diferença entre queimar calorias e queimar gorduras, algo também é importante: a dieta.

Indicado principalmente para quem não pode se dedicar aos exercícios físicos, a dieta auxilia a manter a balança entre ganho e perda de calorias equilibrada. O importante é sempre manter uma dieta balanceada com proteínas, carboidratos e até gordura. Não comer muito e não deixar de comer, esse é o segredo para não comprometeremos a saúde.

Alguns acreditam que ficar um longo tempo em jejum conseguiremos emagrecer, mas estão completamente enganados. Quando ficamos um longo período sem ingerir nada, retiramos dos músculos nossa energia necessária para tarefas cotidianas.

O corpo armazena os carboidratos em formato de gordura por não saber quando reabasteceremos nosso corpo novamente. Quando queimamos as calorias, e as gorduras, o corpo começa a queimar os músculos. E quando a energia é retirada dos músculos, nossa taxa de massa magra também diminui, o que é prejudicial.

A conta é simples: quanto menor for nosso percentual de massa magra, mais demorado será o andamento da redução de peso. Os músculos do nosso corpo necessitam de energia a fim de manter-se, mesmo que em repouso, quando continuamos a queimar calorias.

Portanto o ideal para quem quer perder peso é alimentar-se de 3 em 3 horas, em pequenas porções, e de preferência de comidas leves, para evitar a queima do músculo ao invés da gordura.

Considerações finais

Esperamos que você tenha entendido a diferença entre queimar calorias e queimar gorduras.

É tudo uma questão de adaptação e aprendizado ao qual submetemos nosso corpo. É por essa razão que a constância nos exercícios são fundamentais para manter o nível de calorias ingeridos, utilizados e armazenados sob controle, e a dieta é parte fundamental nesse processo.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */