Nutrição

Sal Marinho: Conheça seus benefícios

O sal marinho é produzido em um processo de evaporação de volumes de água salgada. Possui uma cor mais escura do que o sal refinado, em função de uma série de minerais que ele carrega. Isso quer dizer que ele possui muito mais nutrientes e efeitos benéficos para o corpo.

Entenda quais as vantagens do sal marinho, e como o corpo pode beneficiar-se dele:

Diferença entre sal marinho e sal refinado

O sal refinado comum passa por uma série de processos químicos pesados para chegar ao mercado. São adicionados diversos produtos durante o seu processamento, que acabam retirando uma série de nutrientes importantes dele.

Já o sal marinho é obtido através de um processo lento, que permite que ele absorva os nutrientes minerais ao seu redor. Felizmente, estes minerais são facilmente absorvidos e utilizados por nosso corpo. Isso o torna muito mais útil para o organismo.

Além disso, cada região geográfica e característica do terreno influencia em quais nutrientes e qual a qualidade deles que estará presente  no sal marinho. O mar Mediterrâneo, o Oceano Atlântico e o Mar do Norte são os locais mais comuns de extração de sal marinho. Os métodos utilizados para esta extração auxiliam a manter seus nutrientes e funcionalidades terapêuticas naturais.

Leia mais: Sal rosa do Himalaia: veja os benefícios para a saúde

Valores nutritivos do sal marinho

sal-marinho2



O sal marinho pode apresentar até 82 nutrientes essenciais diferentes, obtidos dos minerais presentes na água do mar. Estes minerais são valiosos para o funcionamento adequado do organismo. Eles incluem doses de sódio, potássio, cálcio, magnésio, brometo, cloreto, ferro, cobre, zinco e etc.

Benefícios para a saúde

A variedade de minerais presentes no sal marinho auxiliam o organismo em aspectos estéticos e diretamente relacionados à saúde. Ele pode ser utilizado desde tratamentos de pele e uma melhor saúde dental, até a redução de dores musculares, artrite reumatoide e psoríase.

Além disso, o equilíbrio de eletrólitos presente no sal marinho oferece um excelente potencial de balanço energético no corpo. Outros incômodos como acne e sinusite podem ser atenuados com o consumo regular deste tipo de sal.

O sal marinho também auxilia a alcalinizar as células do corpo, facilitando a redução de agentes ácidos, excretados através da urina. A alcalinidade das células é importante, pois um aumento anormal de acidez desequilibra o balanceamento químico do corpo. Este desequilíbrio pode resultar em condições médicas crônicas. Alguns estudos apontam, até mesmo, o favorecimento do desenvolvimento do Alzheimer.

Uso culinário e cultural

Além dos aspectos terapêuticos, o sal marinho é extremamente valorizado por seu sabor distinto, Ele é utilizado em várias receitas – especialmente na cozinha francesa e tailandesa.

Além disso, ao longo da história, suas propriedades anti-alergênicas naturais faziam com que fosse utilizado em pratos para agir contra a asma e alergias, em estações mais propícias do ano. Algumas culturas também preparavam banhos com sal marinho para aliviar dores e diminuir o risco de infecções no corpo. Outros, o utilizam – até os dias atuais – como tratamento para alergias, machucados, esfolamentos e perda de cabelo.

O sal marinho é uma fonte rica de sódio e, assim como outros tipos de sal, deve ser consumido em quantidades não exageradas. O consumo excessivo do sal pode levar a efeitos colaterais na saúde, anulando seus benefícios. Por isso, deve-se consumir quantidades reduzidas do ingrediente.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Pedro Henrique Ferreira Mendes

/* ]]> */