Doenças Saúde

Setembro Dourado: campanha contra câncer infantojuvenil vai até dia 30

Não tem nada pior para uma mãe descobrir que o filho tem um câncer. A doença é devastadora e traz sequelas não só físicas para a criança ou adolescente, podendo levar à morte, como também consequências emocionais para ela e toda a família. É por isso que todos os anos, no mês de setembro, acontece a campanha de luta contra o câncer infantojuvenil, chamada Setembro Dourado.

Promovida pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc), o Setembro Dourado tem como objetivo alertar a população para a prevenção e diagnóstico precoce da doença em crianças e adolescentes.

A ideia é que os pais e familiares, bem como os profissionais da área de saúde, sejam conscientizados sobre a importância da identificação dos sintomas e tratamento imediatos para aumentar em 70% as chances de cura do câncer em crianças e jovens, entre 1 e 19 anos.

Durante todo o mês, serão realizadas em todo o país atividades, palestras e distribuição de materiais com informações sobre os sintomas da doença e a importância do tratamento precoce.

O Setembro Dourado também visa chamar a atenção das autoridades brasileiras e exigir os investimentos necessários para o atendimento adequado e humano aos pacientes para estes tenham maior possibilidade cura e melhor qualidade de vida.

O que causa o câncer em crianças e adolescentes?

2cccdb28cb5946b6a7157052ffe6890b

Até hoje, médicos e cientistas não sabem responder quais são as causas da incidência do câncer em crianças e adolescentes. Os únicos dados comprovados é que eles não nascem e nem herdam a doença dos pais ou familiares e que a doença se espalha de maneira rápida pelo corpo da criança.

De acordo com dados do Instituto do Câncer (Inca), cerca de 10 mil jovens, com idade entre 1 e 19 anos, são diagnosticados com a doença todo ano. Mais especificamente, ela corresponde a 10% das causas de morte infantojuvenil, tornando-se a primeira causa de mortalidade de crianças e adolescentes aqui no Brasil. A má notícia, ainda segundo o Inca, é que outros 12,6 mil casos sejam diagnosticados este ano e em 2017.

Por isso, para prevenir a incidência do câncer e evitar que o seu filho seja a próxima vítima, é importante ficar atenta aos primeiros sinais e sintomas da doença, que, se não houver observação perspicaz, podem ser facilmente confundidos com outras doenças infantis. Especialistas orientam que, com um diagnóstico precoce e tratamento imediato, é possível aumentar as chances de cura da doença em até 70%.

Os cânceres mais comuns em crianças são linfomas (que atingem o sistema linfático), os do sistema nervoso central, as leucemias (doença que afeta os glóbulos brancos), tumores ósseos e sarcomas de partes moles. Em casos mais raros, podem ocorrer casos de neuroblastomas e o chamado Tumor de Wilms (nos rins).

Fique atenta aos sintomas

Um diagnóstico precoce pode salvar vidas de crianças e adolescentes, inclusive os que estão mais próximos a você. Por isso, tenha em mente que qualquer indício de sinais ou sintomas que vamos mostrar a seguir devem ser desconfiados e serem submetidos a uma consulta médica.

Fique atenta se o seu filho ou outra criança ou jovem entre 1 e 19 anos estão com os seguintes sintomas:

  • Vômitos associados a dores de cabeça (sem náusea);
  • Dores ósseas ou nas articulações;
  • Desequilíbrio ao andar;
  • Dores ósseas ou nas articulações;
  • Movimentos limitados;
  • Febre persistente;
  • Palidez inexplicada e insistente;
  • Emagrecimento;
  • Dificuldade na visão;
  • Fraqueza;
  • Sudorese excessiva;
  • Irritabilidade;
  • Manchas roxas no corpo ou em pálpebras;
  • Na região dos olhos, pupila branca ou totalmente dilatada, protrusão do globo ocular;
  • Dores frequentes nos dentes, não associadas a cáries;
  • Sangramento em geral;
  • Secreção crônica drenado pelo ouvido;
  • Diarreias crônicas;
  • Dores abdominais prolongadas;
  • Nódulos ou pintas na pele, que crescem ou mudam de cor;
  • Ínguas, gânglios ou nódulos indolores, com rápido crescimento, principalmente no pescoço, axila ou virilhas;
  • Desenvolvimento precoce de caracteres sexuais.

Fique de olho! Pequenos cuidados com o seu pequeno ou alguma criança ou adolescente próximo a você pode fazer grande diferença. Não se esqueça de dar atenção aos sintomas que mostramos aqui para salvar vidas!

Até a próxima!

Veja também:

Sobre o autor

Raiane