Sexo

Sexo casual: conheça um pouco mais a prática

Para muitos, essa é uma prática comum. Para outros, ainda é novidade, visto que a romantização das relações é muito forte e isso atrapalha bastante conhecer e abrir os horizontes para a prática.

As mulheres, no geral, estão cada vez mais independentes dessas amarras românticas e, com isso, elas buscam cada vez mais independência e experiência sexual, seja trocando de parceiros com mais frequência ou inovando nas ideias e fantasias sexuais.

Existe bastante preconceito quanto à essa atividade, porque dá a ideia de promiscuidade e falta de compromisso – o que não deixa de ser verdade, porque o próprio nome já diz: “sexo casual”.

Essa prática tem o impacto variado nas pessoas e, antes de tudo, você precisa se conhecer bem para saber se consegue ou não transar sem compromisso.

Separamos aqui algumas dicas que irão te ajudar a conhecer um pouco mais e, quem sabe, tornar-se uma adepta:

sexo-casual-1

Seja clara nas suas intenções

É importante que você avise ao parceiro as suas reais intenções. Evite mentiras e joguinhos, porque não há compromisso. Logo, você não precisa ficar se justificando e mentindo para sair de alguma situação. Sendo assim, a melhor maneira é ser transparente e deixar claro o que você realmente quer.

Não romantize

Estamos acostumados a conhecer as pessoas, conversar, descobrir, desenvolver uma relação e, por consequência, nos apaixonar por elas. Com o sexo casual, isso é diferente, porque não existe aquele hábito de mensagens fofas, ligação para saber se o outro está bem ou não. Tudo torna-se livre das obrigações romantizadoras. Tem gente que gosta, tem gente que não se adapta.

A ligação no dia seguinte não é obrigatória

Assim como a romantização é vetada, a ligação ou mensagem no dia seguinte também. Geralmente, os homens puxam assunto para saber se está tudo bem ou não, mas fazem mais por educação do que por preocupação de fato. Para evitar frustrações, evite criar expectativas quanto ao outro.

Não cobre atenção

É comum manter contato com quem transamos esporadicamente, isso estreita os laços e torna menos robótico e constrangedor quando for encontrá-los para transar novamente. Isso dá um pouco mais de intimidade também. Mas, em hipótese alguma você pode cobrar atenção, visto que ele não lhe deve satisfação alguma. E evita clima chato também.

E se eu me apaixonar?

Não é muito comum, mas acontece. O contato diário que alguns mantêm, com as mensagens, ligações, o costume com o sexo e tantas outras coisas podem fazer com que a paixão aflore em você. Se você sentir que é recíproco, se jogue! Se não, afaste-se.

Qual a frequência do sexo casual?

Não existe uma regra que limita a quantidade de vezes que você pode transar casualmente. Isso vai muito da vontade e disponibilidade de ambos.

Prevenção

Rosto bonito não diz muita coisa, ou seja, você não pode confiar e transar sem camisinha. Ela é uma ótima aliada na prevenção de gravidez e, principalmente, de doenças sexualmente transmissíveis. Transe com responsabilidade.

Sexo anal, devo fazer?

Não há uma regra do que você pode ou não fazer. Isso vai do seu desejo e vontade. Se você quer, faça! Não reprima tesão.

Preferências sexuais

Como vocês pouco se conhecem, diga a ele do que você gosta e como gosta. Isso ajudará o outro a te satisfazer e a se satisfazer também. Se tem algo específico que você quer que ele faça, diga! O diálogo é um ótimo aliado.

/* ]]> */