Doenças Saúde

Sífilis: saiba tudo sobre essa DST, seus sintomas e tratamentos

A sífilis é uma doença classificada como extremamente perigosa e que se não tratada corretamente pode provocar lesões seríssimas no sistema nervoso. Entenda como essa doença se desenvolve, quais são as suas fases e principalmente como trata-la.

Mesmo com tantas informações divulgadas, ainda existem muitas dúvidas a respeito das doenças sexualmente transmissíveis. Ter um relacionamento sexual com alguém sem proteção pode ser fatal para a sua vida, pois a maioria dessas doenças não tem cura e sim controle.

Inclusive a terminologia DST que significava Doenças Sexualmente Transmissíveis foi alterada para IST – Infecção Sexualmente Transmissível.

A sífilis era uma doença que até pouco tempo atrás estava controlada, só que infelizmente por falta de informação e prevenção ela está se tornando novamente uma epidemia. Veja como se prevenir dessa doença tão terrível.

O que é a sífilis?

A sífilis é classificada como um IST ou Infecção Sexualmente Transmissível, ou seja o paciente pode transmitir a doença, pois é um portador dela, mas não manifestar os seus sintomas. Por causa disso, ela não é classificada como uma doença e sim uma infecção.

A transmissão dessa infecção se dá pelo ato sexual sem proteção com um parceiro que esteja com ela. A bactéria causadora é a Treponema Pallidum que invade o organismo e acaba com o sistema imunológico, além de outras destruições.

O contato sexual sem proteção é fatal para uma pessoa contrair a sífilis, esse contato pode ser anal, vaginal ou oral. Se proteger na hora do sexo é a melhor alternativa para se manter imune a essa infecção.

Essa infecção é dividida em 4 fases e é muito importante entender cada uma delas. Veja:

Fases e sintomas dessa doença?

A sífilis possui 4 fases, todas elas muito perigosas para a saúde e pode ser fatal se não cuidada. Entenda a seguir cada uma dessas fases:

1 – Primeira fase

Esta primeira fase é chamada de sífilis primária, é onde ocorre a infecção do corpo pela bactéria T. pallidum. Existe um período de incubação desta bactéria no corpo, esse período pode variar de 10 a 90 dias.

Os primeiros sinais dessa fase se dá pelo surgimento de uma pequena ferida próxima a boca ou nos locais onde teve o contato sexual.

Esta pequena ferida recebe o nome de protossifiloma ou cancro duro, ela não dói, não coça e não arde, sua base é escurecida e em seu interior está contida uma secreção cheia de bactérias e mal cheirosa.

Existe também a aparição de algumas ínguas nas regiões da virilha, que tendem a desaparecer logo após 2 a 6 semanas.

2 – Segunda fase

A sífilis nessa fase é chamada de sífilis secundária e ela só evolui para essa fase quando a fase primária não é bem tratada. Nesta fase ocorre a invasão da infecção em todos os órgãos.

As feridas que apareceram na primeira fase cicatrizam e logo após aproximadamente 6 semanas depois ocorrem o aparecimento de manchas por todo o corpo. Essas manchas podem aparecer nas palmas das mãos e solas dos pés.

Diferente das feridas da primeira fase, as da segunda podem apresentar pequenos desconfortos como dores de cabeça, febre, náuseas e caroços espalhados por todo o corpo.

Muitas pessoas nessa fase sentem-se extremamente incomodadas, pois são facilmente identificada e apontadas na rua como portadoras de alguma doença.

É nessa fase que a maioria entra em depressão, se você está vivendo essa fase, tenha força para superar.

3 – Terceira fase

A maioria das pessoas não prestam atenção no que está acontecendo no próprio corpo, como a fase secundária é mais silenciosa, muitos não procuram atendimento médico e não realizam o tratamento.

Esta terceira fase é chamada de sífilis latente, é justamente quando ocorre a fase latente da doença, dividida em duas fases, até o 2º ano é chamada de recente, depois do 2º ano é chamada de tardia.

Cerca de 15% a 30% das pessoas que não fazem o tratamento dessa infecção que evoluem para a fase terciária da doença. Existem alguns casos raros em que o paciente vai direto para a fase terciária, pulando a fase latente.

4 – Quarta fase

A quarta fase é o surgimento da sífilis terciária, nesse período a sífilis pode demorar cerca de 4 a 20 anos para começar a aparecer os primeiros sintomas da infecção.

Esta fase da sífilis é a mais destruidora do corpo, é onde ocorrem diversas lesões da pele e dos tecidos, assim como diversas disfunções nos sistemas cardiovascular e neurológico, os ossos também ficam bem lesionados nessa fase.

Ficar 10, 20, 30 anos sem fazer o tratamento adequado da doença é fatal para o corpo, principalmente para o cérebro e o sistema nervoso.

Tratamentos para a sífilis

Ainda o tratamento para a sífilis é feito com a aplicação de Penicilina e em alguns casos de alergia pode haver a substituição por Doxiciclina.

As fases primária, secundária e latente requer a aplicação de uma dose única de Penicilina G Benzatina, isso corresponde a 1,2 milhões de UI em cada glúteo.

Quando descoberta tardiamente, as doses são aplicada 3 vezes totalizando o valor de 7,2 milhões de UI.

Quem vai determinar o valor da dosagem do seu remédio é o seu médico, portanto, nunca se automedique.

Algumas reações ao medicamento pode surgir como dores de cabeça, calafrios, dores nos músculos, articulações e febre.

É recomendado que o exame seja feito a cada 24 meses para ver se a saúde está estável.

Como se prevenir contra a sífilis?

A prevenção é a melhor maneira de se ver livre da sífilis. A melhor maneira de se prevenir contra a IST é usando preservativo quando for ter alguma relação sexual principalmente se for alguém desconhecido.

Hoje em dia é muito fácil achar camisinhas femininas e masculinas, então isso não pode ser uma desculpa para não usar.

Nos postos de saúde a distribuição de camisinhas se dá de forma totalmente gratuita, essa uma ação do Ministério da Saúde.

Caso o seu parceiro ou parceira tiver a sífilis, as relações sexuais devem ser interrompidas até que ela esteja completamente curada. Não esqueça disso! Faça sexo com segurança, para não ser o doente de amanhã.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */