Nutrição

Tipos de leite, seus benefícios, vantagens e desvantagens

Tipos de leite

Você sabe quais são os tipos de leite existentes? Sabe também quais são as vantagens e desvantagens de cada um deles?

Se a resposta foi não para uma dessas perguntas, não se preocupe que vamos lhe ajudar.

O leite é um dos alimentos fundamentais para recém-nascidos e crianças pois possuem muitos benefícios.

Porém, já deixamos claro que o ideal é que os bebês sejam amamentados até os 6 meses exclusivamente com o leite materno.

Segundo os pediatras não é necessário nenhum outro tipo de alimento, como chás, frutas e outros para os bebês de até 6 meses. Nem mesma água é necessário. Todos os nutrientes necessários estão localizados no leite materno.

Existe o mito de que o leite materno pode ser ‘fraco’, devido a alimentação da mãe, seu peso e coisas do tipo.

Como dito, isso é apenas um mito. Já foi comprovado que o leite materno não sofre nenhuma deficiência devido aos hábitos ou alimentação da mãe.



Basicamente o leite de qualquer mãe sempre tem a mesma ‘força’ nutritiva para o seu bebê.

A mãe pode sofrer alguns problemas devido a má alimentação, como a anemia, porém o leite, a menos que seja um caso muito grave, não sofre alteração.

Após os 6 meses de idade pode começar a introdução de novos alimentos ao bebê conforme orientação do pediatra.

No entanto, é recomendado o aleitamento materno até no mínimo o bebê completar 1 ano de idade.

Quais são os tipos de leite existentes?

Quando vamos ao mercado, muitas vezes ficamos confusos com a grande quantidade de marcas e também de tipos de leite que existem.

Mesmo lendo a capacidade nutricional de cada uma, nem sempre conseguimos definir qual o melhor leite para o nosso caso.

Não se preocupe que vamos explicar tudo que você precisa saber sobre tipos de leite.

Os tipos de leites mais comuns nos mercados são:

  1. Tipo A;
  2. Tipo B;
  3. Tipo C;
  4. Integral;
  5. Semidesnatado;
  6. Desnatado;
  7. Leite Cru;
  8. Leite pasteurizado;
  9. Leite UHT;
  10. Leite em pó.

Abaixo explicamos cada um desses tipos de leite.

Tipos de leite

1. Tipo A

Esse tipo de leite pode ser encontrado como integral, semidesnatado e desnatado.

Nele não a contato manual na hora da ordenha pois todo o procedimento é realizado por meios mecânicos.

O local também é de alto padrão e higiene, bem como os estábulos dos animais.

O leite sofre todos os procedimentos necessários no próprio lugar, saindo de lá pronto para a venda no varejo.

Além disso para ser considerado leite Tipo A, não pode ultrapassar 10 mil UFC (Unidade Formadora de Colonias) e também não pode possuir nenhum coliforme por ml.

2. Tipo B

O leite tipo B também pode ser encontrado como integral, semidesnatado e desnatado.

A ordenha das vacas é feita com controle de veterinários e pode ser realizada de forma mecânica ou manual em um local que tenha piso de concreto e paredes com cerâmicas.

O leite é pasteurizado no local mas é enviado a outros laticínios para ser envazado e vendido.

Pode ter no máximo 40 mil UFC e 2 coliformes por ml.

3. Tipo C

Esse tipo de leite é produzido em locais onde não há frequência constante de veterinários e em locais sem muitos cuidados e rústicos.

O leite é apenas resfriado no local, não podendo permanecer lá por mais que 24 horas até ser enviado para os laticínios.

Pode ter até 150 mil UFC e 5 coliformes por ml.

Esse pode ser considerado o leite tipo cru, que veremos mais a frente.

4. Integral

O leite integral é um dos tipos de leite mais consumidos e é o que possui mais gordura e também possui ácido linoleico (CLA).

Estudos mostram que esse ácido auxilia contra o surgimento de alguns tipos de canceres, bem como de diabetes e aterosclerose.

Ele é indicado para crianças, desde que não tenham problemas de obesidade.

5. Semidesnatado

Já esse é um dos tipos de leite que possuem menos quantidade de gordura e também existe a presença do CLA.

Esse é o leite mais indicado para as crianças que sofram com problemas de obesidade.

6. Desnatado

Já o leite desnatado é o que possui o menor nível de gordura mas também não possui CLA, logo ele não é indicado para que as crianças o consumam.

Ele é indicado para quem tem colesterol alto e para adultos com boa saúde.

7. Leite cru

O leite cru é aquele que compramos normalmente de alguém que possua vacas para o consumo próprio de leite, mas que também os vende para os vizinhos, por exemplo. Essa prática é muito comum em cidades rurais e do interior.

Esse leite deve ser considerado tipo C e sempre deve ser mantido sob refrigeração.

Também existe a necessidade de ferver o leite antes do consumo.

Tipos de leite

8. Leite pasteurizado

Pode ser qualquer um dos tipos de leite do início da lista (A, B ou C).

É conhecido também como o ‘leite de saquinho’.

Pasteurizar é um processo onde o leite é aquecido em uma temperatura entre 65 a 75 graus Célsius, matando dessa forma a maioria das bactérias. É mantido nessas temperaturas entre 20 a 30 minutos.

Ele é resfriado após, a uma temperatura baixa para eliminar as bactérias que são resistentes ao calor, mas não ao frio.

Deve ser mantido em refrigeração.

9. Leite UHT

Esse é um dos tipos de leite mais utilizados atualmente, sendo também conhecido popularmente como ‘leite de caixinha’ ou ‘leite longa vida’.

Ele é aquecido a uma temperatura muito alta (140 graus Célsius) durante 4 segundos, matando assim todos os tipos de bactérias não benéficas do leite.

Não precisa ser mantido em refrigeração enquanto a caixa estiver fechada.

10. Leite em pó

É feito com a desidratação do leite, que pode ser integral, semidesnatado ou desnatado, possuindo todos os seus benefícios.

Devido a sua maior capacidade calórica e de concentração de nutrientes ele deve ser consumido com cautela e conforme orientações presentes nas embalagens.

Considerações finais

Independente de qual desses tipos de leite você escolher, saiba que eles suprem uma grande quantidade de nutrientes necessários para o seu dia a dia, principalmente sobre a ingestão de cálcio tão vital para o organismo e para os ossos.

Muitas crianças e adultos são ou se tornam intolerantes a lactose do leite de vaca. Uma boa alternativa para esses casos é utilizar o leite de cabra.

O consumo excessivo de qualquer um desses tipos de leite podem trazer problemas a saúde, ainda mais quando associados a sedentarismo.

Quem tem problemas ocasionados pelo cálcio, como cálculos renais, devem evitar o consumo de leite e derivados.

Gostou? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */