Remédios Saúde

Topiramato para tratar enxaqueca: conheça o tratamento

Topiramato para tratar enxaqueca

Quem sofre com as terríveis dores provocadas pela enxaqueca, sempre busca desesperadamente, diversos tipos de tratamentos e remédios para aliviar os sintomas. O Topiramato para tratar enxaqueca vem sendo muito utilizado ultimamente pelas pessoas que sofrem com essa doença, mas será que ele realmente é eficaz?

Tomar qualquer medicação porque a pessoa simplesmente ouviu na mídia ou porque conhece alguém que toma é muito perigoso. Cada medicamento passa por processos muito rigorosos de pesquisas e testes. Alguns medicamentos só podem ser prescritos por médicos e só podem ser adquiridos nas farmácias e drogarias com receita médica.

Por falta de informação, as pessoas acabam ingerindo substâncias que podem ser prejudiciais a saúde. Nem todos os medicamentos são indicados, cada caso é um caso. Portanto, as pessoas que resolverem fazer algum tratamento para as crises de enxaqueca, deve sim procurar um médico especializado, de preferência um Neurologista.

Existe inclusive, diversos tratamentos alternativos que não incluem a ingestão de medicamentos alopáticos ou não. Veja bem, antes de entrar na moda e consumir algum medicamento, se informe primeiro, é mais saudável e seguro.

O queridinho do momento é o Topiramato para tratar enxaqueca, mas será que ele é realmente eficaz? Será que é indicado para essa doença? Quem possui qualquer tipo de enxaqueca pode tomar essa substância?

Essas perguntas são importantíssimas para quem quer tomar essa substância. Existem os defensores e os não defensores dela, mas acima deles está a ciência, o que ela diz sobre ela. Leia as informações que temos para você e faça a sua escolha!

O que é o Topiramato e quando surgiu?

Muitos especialistas estão preocupados com o consumo exagerado do Topiramato para tratar enxaqueca. Existem muitas marcas no mercado e ele existe no cenário brasileiro desde 2003.

Acontece que muitas pessoas que sofrem de enxaqueca e consomem este remédio, nem sonham que ele foi registrado e patenteado nos órgãos competentes como sendo exclusivamente para epilepsia.

Diversas pesquisas foram feitas e se chegou a conclusão que ele é muito eficaz nos tratamentos de enxaqueca também, desde que seja administrado corretamente e com a supervisão de um médico especializado.

Alguns especialistas questionam veemente a utilização de uma medicação deste tipo para o tratamento da enxaqueca, submetendo o paciente a diversos efeitos colaterais desnecessários. Chega-se a conclusão que a enxaqueca não possui nenhum medicamento específico para ela e que os médicos sempre acabam receitando medicamentos de outras doenças.

Afinal, o Topiramato para tratar enxaqueca funciona?

As dores causadas pela enxaqueca costumam ser bem fortes e se diferenciam das dores de cabeça comuns, principalmente por causa dos sintomas que apresenta. Diversos tipos de pessoas podem ter essa doença, mas as mulheres são as que mais sofrem.

As mulheres devido as suas oscilações hormonais em diversos períodos da sua vida como nos ciclos menstruais e na gravidez, a enxaqueca acaba aparecendo com maior frequência. Os homens também podem ter essa doença, mas com menos frequência que as mulheres.

Uma coisa é comum entre eles, as dores terríveis que ela provoca.

O Topiramato para tratar  enxaqueca é eficaz sem dúvida nenhuma, o que não pode acontecer é a generalização dos sintomas. Quando um medicamento é lançado no mercado, diversas pesquisas e testes são feitos para comprovar a eficácia dele.

É importante que as pessoas que sofram de enxaqueca saibam que ela não tem cura. É isso mesmo, a enxaqueca não tem cura! Os medicamentos ajudam apenas a aliviar os sintomas e as dores provocadas por ela.

Quem ingeriu esse remédio teve as suas crises reduzidas em até um terço, comprovando que ele é realmente eficaz. O maior problema do seu consumo está nos efeitos colaterais que ele causa, muitas vezes os desconfortos são piores que a própria doença.

Que tipos de riscos existem com o consumo desse medicamento?

O Topiramato para tratar enxaqueca é comprovadamente eficaz na redução dos sintomas que essa doença causa, mas não se pode esquecer que ele é um medicamento patenteado para epilepsia.

Existem alguns efeitos colaterais muito fortes para quem ingere essa medicação, principalmente no sistema nervoso do paciente, provocando alterações psicomotoras evidentes.

Por ser uma medicação indicada para pessoas que sofrem de epilepsia, quando esse medicamento é utilizado em altas doses e por um longo período de tempo, os pacientes podem ter crises convulsivas se pararem de tomar essa medicação repentinamente.

Quais são os efeitos colaterais que esse medicamento apresenta?

Antes de tomar o Topiramato para tratar enxaqueca você deve conhecer os efeitos colaterais que ele provoca no corpo. Veja a seguir:

  • Crises convulsivas, caso pare de tomar a medicação repentinamente;
  • Pedra nos rins;
  • Dificuldade para fazer atividades que exigem concentração;
  • Depressão;
  • Alterações de humor;
  • Problemas no sistema nervoso periférico;
  • Agilidade e coordenação dos movimentos reduzidos;
  • Sonolência e excesso de cansaço;
  • Comportamento agressivo para situações cotidianas.

Mais uma vez é importante ressaltar a importância do acompanhamento médico para que os efeitos colaterais não sejam tão agressivos para o paciente. Ter crises de convulsão não é um episódio comum. Não se automedique, procure ajuda médica para que as suas crises de enxaqueca sejam atenuadas da melhor forma possível.

Como aliviar os sintomas de uma maneira natural?

Existem métodos mais naturais que podem ser usados para aliviar os sintomas desagradáveis sem que o paciente precise tomar o Topiramato para tratar enxaqueca.

Substâncias calmantes que provoquem uma sensação de bem-estar são as mais indicadas. Essas substâncias calmantes são verdadeiras protetoras do sistema nervoso. Consumir alimentos considerados antioxidantes e ricos em Ômega 3 também são indicados, pois possuem uma capacidade de aumentar os hormônios que causam bem estar como a serotonina e a dopamina.

Alimentos que devem ser consumidos

  • Salmão e peixes em geral;
  • Chás de camomila, erva-cidreira, laranja, gengibre;
  • Sucos antioxidantes como couve com água de coco; laranja e cenoura, etc;
  • Oleaginosas como castanhas em geral, amendoins, amêndoas;
  • Sementes de chia, linhaça;
  • Leites e seus derivados;
  • Banana;
  • Feijões, lentilhas e grão de bico.

Tratamentos alternativos

  • Massagens relaxantes;
  • Yoga;
  • Acupuntura;
  • Atividades de hidroginástica;
  • Aulas de alongamento;
  • Aulas de meditação, mas sem música e incenso (a presença desses dois elementos pode causar a enxaqueca).

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */