Beleza Pele

Tretinoína: saiba mais sobre os usos e benefícios para a pele

Cuidar da pele diariamente é essencial para manter uma aparência sempre bonita e jovem. Isso porque, devido à exposição solar, poeira, poluição, chuva, suor e até pelo excesso de produtos, ela acaba sofrendo alguns danos, que se não forem cuidados, podem levar ao envelhecimento precoce da pele, causador das terríveis rugas, marcas e linhas de expressão.

Para isso, além de consultar um dermatologista periodicamente, o ideal é apostar em cosméticos de qualidade e que ajudem a recuperar e manter a hidratação e os nutrientes da pele que foram perdidos no dia a dia. Além disso, apostar em tratamentos caseiros com ácidos também pode ajudar no rejuvenescimento da pele e prevenir acnes e espinhas, como é o caso da tretinoína.

Veja também – Tanda Zap: saiba tudo sobre esse produto que combate a acne

A tretinoína – ou ácido retinoico, como também é conhecida – é um composto indicado para diferentes tipos de tratamentos dermatológicos, incluindo acnes, espinhas, manchas, rugas, além de outros fatores provocados pelo envelhecimento da pele. No entanto, ao mesmo tempo em que pode melhorar a saúde e beleza da nossa derma, esse ácido também pode trazer alguns efeitos colaterais se não for utilizado da maneira correta.

Quer para que serve a tretinoína, quais os benefícios e como usar? Então, continue de olho nos próximos parágrafos desse artigo que eu te conto tudo! Vamos lá?!

O que é e para que serve a tretinoína?

A tretinoína – ou ácido retinoico – é um composto da família dos retinoides derivado da vitamina A, que pode trazer vários benefícios para a pele. Por esta razão, ele é recomendado por dermatologistas para tratar problemas nessa região, sejam estes causados por acnes, exposição solar sem proteção, ferimentos, entre outros, além de ajudar em casos de verrugas, estrias, rugas, linhas de expressão e manchas.



Sendo assim, pode-se dizer que a tretinoína auxilia na melhora da aparência e saúde geral da pele, atuando no combate à doenças e, ainda, retardando o tão temido envelhecimento precoce. Veja a seguir, resumidamente, quais são as principais indicações desse remédio:

  • Rugas finas e linhas de expressão;

  • Sardas;

  • Hiperpigmentação (manchas na pele);

  • Aspereza;

  • Irregularidades da textura da pele;

  • Flacidez;

  • Estrias recentes;

  • Cravos e espinhas;

  • Cicatrizes causadas por acnes;

  • Ceratose folicular (pequenas bolinhas parecidas com espinhas no corpo, comuns principalmente na região das bochechas, costas, braços, bumbum e coxas).

Na prática, esse composto age causando a morte das células da camada externa da pele, o que ajuda a desobstruir os poros, ao mesmo tempo em que estimula a produção de novas células saudáveis na região. É por esta razão que muitas pessoas reclamam da descamação da pele ao utilizar a tretinoína, que acontece justamente por conta desse processo.

Além disso, o ácido também ajuda a aumentar a produção de colágeno (proteína importante para a firmeza e elasticidade da pele) e, ainda, a dificultar a degradação deste quando já está presente na nossa derma, resultando no engrossamento da camada mais profunda, local onde começam a surgir as temidas rugas.

Benefícios da tretinoína

Dentre os principais benefícios da tretinoína, podemos citar:

Tretinoína para rugas

Ao aumentar a produção de colágeno no corpo, a tretinoína pode ser usada para combater as rugas na pele. Além disso, ela ajuda a estimular os vasos sanguíneos, o que além de deixar a pele mais rosada, também atua amenizando esses terríveis sinais do envelhecimento. No entanto, vale lembrar que para conseguir melhores resultados usando esse composto deve-se seguir um tratamento, que irá reduzir as rugas e manchas de forma gradativa.

Tretinoína para cravos e espinhas

A tretinoína também pode ser útil na prevenção e combate a cravos e espinhas (acnes), uma vez que os retinoides presentes em sua composição atuam abrindo os poros para melhor penetração das propriedades do medicamento. Com isso, o composto pode ajudar a eliminar as células mortas que possam obstruir os poros e causar as acnes, evitando também as cicatrizes provocadas por essas últimas.

Outra vantagem da tretinoína nesse caso é que também pode reduzir a produção de oleosidade na pele, assim como o número de bactérias e a inflamação que causam as espinhas.

Tretinoína para manchas

Por ser capaz de estimular os vasos sanguíneos, que deixa a pele mais rosada, como já falei anteriormente, a tretinoína é ideal para amenizar o eliminar manchas na pele, inclusive aquelas causadas pela exposição solar excessiva. Neste último caso, ela pode tirar a vermelhidão e irritação provocadas pelos raios ultravioletas.

Além disso, como o ácido pode diminuir a produção de melanina, o seu uso tem bastante eficiência na eliminação de manchas marrons, podendo deixar a região bem mais clara. Desta maneira, é possível dizer que é possível combater manchas e amenizar a sua aparência na pele gradativamente até desaparecerem.

Tretinoína para estrias e verrugas

Depois de tentar outros tratamentos e não conseguir resultados, alguns pacientes podem usar a tretinoína para tratar verrugas, uma vez que o composto age alterando o crescimento celular da região afetada até que o problema desapareça.

Além disso,por ser usada para amenizar todos os tipos de texturas na pele, a tretinoína também é bastante utilizada no tratamento de estrias, amenizando a aparência das linhas mais recentes. Por isso, quanto mais cedo ela for aplicada na região, mais chances de eliminar o problema da pele.

Tretinoína para psoríase

E para a surpresa de muita gente, a tretinoína também pode ser útil no tratamento de peles com psoríase. Para quem não conhece essa doença, trata-se de uma condição caracterizada por erupções cutâneas que deixam feridas na derma.

Neste caso, o composto pode ser utilizado para retardar o crescimento de células epiteliais que aumentam as feridas nos pacientes.

Como usar?

A tretinoína pode ser encontrada em diferentes versões, seja em líquido, gel ou creme. A escolha da melhor fórmula para você vai depender do tipo de problema que você quer tratar na pele, o que significa que a opinião de um dermatologista de sua confiança pode fazer toda a diferença para avaliar o caso e indicar o melhor tratamento para você.

De uma maneira geral, o medicamento deve ser aplicado uma vez ao dia, à noite, no período de duas a três vezes por semana. Isso para evitar a exposição à luz do sol logo após a aplicação do produto. Antes de usar, é necessário lavar o rosto em água morna e secá-lo com a ajuda de uma toalha limpa.

Em seguida, aplica-se uma quantidade pequena da tretinoína na região desejada, sempre em movimentos suaves e circulares, massageando para alguns segundos para estimular a circulação sanguínea e abrir os poros no local, o que facilita a absorção do composto pela pele.

A quantidade a ser aplicada deve ser sempre pequena, para evitar a descamação excessiva da derma e muita vermelhidão. Se isso acontecer com você, a recomendação dos especialistas é para que se use um hidratante com composição suave na região para hidratar a pele e amenizar os efeitos.

Efeitos colaterais

Podem ser observados alguns dos efeitos colaterais abaixo ao usar a tretinoína:

  • Alterações na cor da pele (em tons mais rosados);
  • Ressecamento e irritação;
  • Sensibilidade à luz solar;
  • Sensação de formigamento e queimação;
  • Descamação;
  • Vermelhidão, bolhas ou inchaço no local da aplicação;
  • Calor intenso na região.

Todos esses sintomas são normais se forem razoavelmente leves e desaparecerem com o tempo. No entanto, há pessoas que sentem efeitos colaterais mais graves, como vermelhidão intensa, queimaduras na pele e descascamento que pode causar feridas.

Nestes casos, o ideal é suspender o uso da tretinoína imediatamente e procurar um médico dermatologista o quanto antes para verificar se você não está sofrendo com uma possível desidratação por conta da ausência da camada protetora da pele, que é retirada pelo composto para a renovação celular.

Cuidados ao usar a tretinoína

Para amenizar os efeitos colaterais mencionados acima, o indicado é tomar algumas precauções durante a utilização da tretinoína. São elas:

  • Evite a luz solar, especialmente em horários em que a radiação dos raios ultravioletas estiver mais alta. Caso seja impossível evitar a exposição ao sol, o ideal é aplicar um protetor com, pelo menos, 30 FPS.
  • Sempre que sentir a pele muito ressecada e descamando, use um creme hidrante para amenizar a desidratação causada pelo uso desse composto;
  • Evite aplicar quantidades muito grandes do produto na pele, pois apesar da pouca concentração de tretinoína presente nele (entre 0,025% e 0,05%), pode piorar os efeitos mencionados anteriormente.

  • Durante o tratamento, evite usar produtos à base de álcool, pois estes podem aumentar a desidratação da pele e causar ainda mais vermelhidão e descamação.

  • Também é importante evitar o uso de quaisquer tipos de produtos aumentem a sensibilidade ao sol, como é o caso de alguns diuréticos e antibióticos, como ciprofloxacina e tetraciclina, por exemplo.

  • Produtos capilares que possam irritar a pele e produtos que são abrasivos (como esfoliantes) ou que ressecam a derma também estão proibidos durante o uso da tretinoína.

  • Não aplique a tretinoína quando a pele estiver descamando, inflamada, bronzeada ou machucada, queimada ou com feridas abertas.

  • Aplique o produto somente na pele limpa e seca.

  • Se for à praia ou clube, o ideal é suspender o uso do medicamento pelo menos 3 dias antes. Isso porque, mesmo usando um protetor solar, a exposição ao sol por longas horas pode causar queimaduras na pele.

Contraindicações

A tretinoína não é recomendada para os seguintes grupos de pessoas:

  • Grávidas ou mulheres em fase de amamentação;

  • Pessoas com hipersensibilidade a esse composto;

  • Crianças e adolescentes menores de 12 anos.

Principais medicamentos com tretinoína

Agora que você já sabe tudo sobre a tretinoína, chegou a hora de conhecer quais são os principais medicamentos que contêm esse princípio ativo para começar a aproveitar os benefícios do ácido. Confira:

  1. Fluocinolona Acetonida + Hidroquinona + Tretinoína (Laboratório Medley): R$ 34 a R$ 37 a embalagem de 6 gramas (creme).

  2. Hidroquinona + Tretinoina + Fluocinolona Acetonida (Laboratório Germed): R$ 63 a R$ 70 a embalagem com 15 gramas (creme).

  3. Retin-A (Laboratório Johnson & Johnson): R$ 77 a R$ 84 a embalagem com 20 gramas (gel).

  4. Triderm (Laboratório Medley): R$ 69 a R$ 77 a embalagem com 15 gramas (creme).

  5. Vitanol-A (Laboratório Stiefel): R$ 35 a R$ 39 a embalagem com 30 gramas (creme).

E aí? Gostou de saber mais sobre a tretinoína? Você já usou esse ácido alguma vez na sua pele? Então, compartilhe!

Até a próxima!

Sobre o autor

Raiane

/* ]]> */