Nutrição Vegetais

Trevo é PANC? Posso comer? Saiba tudo sobre esse “matinho”!

Trevo é PANC? Posso comer? Saiba tudo sobre esse “matinho”!

Há inúmeras plantas por aí que você certamente nem desconfia que sejam alimentos, afinal, só estamos acostumados a comer frutas e vegetais em nossas saladas. Mas e se eu te dissesse que comer trevo, por exemplo, é normal? Você diria que é impossível, certo? Errado! O que muitas pessoas não sabem é que esse tipo de planta é comestível, sim, e são ótimos acompanhamentos, por sinal.

Trevo é realmente uma PANC

Vamos colocar os pingos nos “is” antes de mais nada, ok? Para isso, é bom explicar o que é uma PANC: uma planta alimentícia não convencional, assim sendo, é possível utilizar como ingrediente na sua culinária, só não é muito comum na sua cultura esse hábito, exatamente como o trevo.

Isso não quer dizer que isto é errado, anti-natural ou menos saudável, é comum que outras pessoas olhem com estranheza, mas saiba que isto não é motivo para você deixar suas experiências gastronômicas de lado, não se acanhe. Muitas vezes uma PANC oferece benefícios que uma hortaliça não consegue suprir com eficácia e este é, com toda certeza, o maior motivo para você dar uma chance para os “matinhos”.

Muito mais que um amuleto

É provável que o único tipo de trevo que você pense existir são os de três ou quatro folhas. Bom, isto é completamente normal, entretanto, existem mais espécies de trevos do que você pode imaginar! Apesar de ser visto apenas como ornamento ou símbolo de sorte (aquele velho mito sobre as raras quatro folhas), ele pode ser bastante útil para o organismo se bem preparado e com os cultivos certos.

Aparência e sabor

É um “matinho” bem variado, não sendo apenas a pequena planta verde que estamos acostumados a ver representado em todo canto por onde quer que a gente ande. Pode apresentar cor avermelhada ou roxa também, além de manchas por todas as folhas, o que é invariável nisso tudo é o sabor: azedo, já que tem uma substância que torna esse sabor muito característico na planta, quase como um limão.

Vale ressaltar que todas são comestíveis.



Ervas daninhas

Se você tem um pequeno jardim ou horta e está disposta a experimentar este novo sabor, fique de olho naquilo que você anda descartando, pois muitas vezes confundimos o trevo com ervas daninhas e ignoramos sua existência. Ele não oferece mal algum às plantas, crianças ou animais, não necessita de agrotóxicos ou pesticidas em seu cultivo.

Cuidados

Por se tratar de uma planta que cresce em todo lugar sem maiores exigências, isto significa também que seu plantio é bem simples: precisa apenas de água para prosperar, o clima pode ser variável que não afetará seu crescimento e não é necessário nenhum tipo de poda ou uso de químicos para o crescimento.

Acaba sendo um “matinho” mais orgânico, sem grandes impactos ambientais e até um pouco mais caro em feiras específicas, então, está esperando o quê para investir nesse jardim?

Vantagens

Mesmo visto como um perigo para sua horta, esse pequeno “matinho” pode oferecer algumas vantagens à sua plantação, como por exemplo, deixar o solo mais fresco e agradável para futuras mudas e sementes, isto, é claro, não significa que ele é um indicativo da qualidade da terra.

Desvantagens

Apesar de pequena, essa planta mostra todo seu poder nos jardins da vida: cresce muito, em qualquer canto e por toda parte, justamente por isso foi dado como uma erva daninha. Também é uma característica forte, o fato de que ele inibe o crescimento de qualquer outra planta ao redor, sugando, somente para si, todos os nutrientes essenciais que o solo oferece. Logo, deixe suas verduras e flores longe desta espécie.

Benefícios do trevo

Todos bem sabemos que não é só de coisas saborosas que pode viver nosso cardápio cotidiano, além disso também é necessário a presença de algo saudável, com propriedades ativas que ofereçam bons benefícios à saúde.

Sendo assim, apresenta-se uma lista de benefícios ligados ao trevo, só para você ter ainda mais vontade de experimentar e incluir na sua dieta:

  1. Trata a asma;
  2. Melhora os sintomas da gripe;
  3. Inibe a tosse;
  4. Combate os sintomas da menopausa;
  5. Cura a conjuntivite;
  6. Trata a gota;
  7. Evita obesidade;
  8. Previne contra alguns tipos de câncer;
  9. Melhora a aparência da pele;
  10. Trata a artrite;
  11. Retenção de líquidos;
  12. Melhora a bronquite;
  13. Trata problemas estomacais;
  14. Mantém o nível de colesterol em equilíbrio.

E isso tudo é oferecido porque ele tem em sua composição uma forte concentração de minerais como cálcio, potássio e magnésio.

Contraindicações

Não é comum que uma PANC apresente fortes contraindicações, porém, este é o caso do trevo, que tem uma concentração bastante alta de ácido oxálico. Uma vez que ele é tóxico em excesso e pode causar pedras nos rins, médicos e especialistas não recomendam o exagero.

Os cuidados com o organismo sempre devem ser levados a sério, portanto, não faça uso em sua alimentação se for paciente com reumatismo, grávida ou lactante. Não estando dentro desses casos, use o alimento com moderação e em pequenas porções, assim como a carambola, pois assim você só tem a aproveitar aquilo de melhor que a vida pode te oferecer em forma de alimento.

Receita de salada com trevo

Para você começar a incluir este “matinho” na sua alimentação, veja essa dica de ouro de uma salada super saudável e simples de preparar para você aderir a sua culinária com a recém descoberta PANC. O melhor de tudo? Não há uma quantidade para esta receita, tudo aqui é feito a base do olho ou a gosto.

Ingredientes:

  1. Folhas de alface
  2. Pequena porção de trevos
  3. Semente de girassol
  4. Cebola picada
  5. Pimentão amarelo picado
  6. Tomate picado
  7. Manjericão
  8. Azeite

Modo de preparo:

  • 1º PASSO: Lave as folhas de alface e trevo, deixando em um recipiente reservado para secar enquanto prepara o próximo passo.
  • 2º PASSO: Misture a cebola, manjericão, tomate, pimentão amarelo e azeite em outro recipiente, mexendo bastante para que o gosto de cada ingrediente fique perceptível.
  • 3º PASSO: Arrume as folhas em um prato e coloque a mistura por cima, acrescente as sementes de girassol como um toque especial e, se necessário, coloque um pouco mais de sal.

Apresentando algumas ressalvas, este é um ótimo “matinho” para se começar a experimentar uma PANC para quem procura novas formas de explorar sabores possíveis para o paladar. Cuide de sua saúde e se necessário procure ajuda de um nutricionista de confiança, só não faça o uso indevido da planta durante suas aventuras culinárias, respeite suas limitações e cuide-se bem!

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */