Curiosidades Flores

Tulipa: Curiosidades e Dicas de Cultivo

A tulipa é associada à Holanda, país através do qual ganhou fama mundial. Mas essa planta da família das liláceas, popularmente chamada de família do lírio, é originária da Ásia Central.

As liláceas possuem muita importância no ramo de plantas ornamentais, oferecendo inúmeras e admiráveis espécies.

Atualmente, já foram catalogadas aproximadamente 100 espécies de tulipas, além de centenas de tipos híbridos.

A altura das tulipas pode variar 30 e 60 centímetros; e suas folhas são ovais, lanceoladas ou oblongas.

A flor propriamente dita surge na haste presente em meio à folhagem. Ela possui 6 pétalas e cores variadas.

Vem comigo, que eu tenho mais curiosidades e dicas de cultivo para você ter belas flores em casa!

A primeira delas diz respeito à escolha do lugar de plantio, que precisa ser fresco e com boa luminosidade, ou seja, sem sol ou vento forte. A tulipa é especialmente adaptada aos climas mais amenos. No inverno, seu bulbo fica no período de dormência, para florescer na primavera seguinte.

Por causa do nosso clima tropical, o tempo de dormência costuma mudar, assim como a floração e a duração das flores.

Mas, com alguns cuidados, é possível cultivar tulipas no Brasil sem grandes problemas.

O nome científico da tulipa é Tulipa Gesneriana. Uma bela flor que tem origem nas montanhas da antiga Pérsia, o Irã nos dias de hoje.

O próprio nome da planta vem do persa “tulband”, que quer dizer turbante.

Foram as expedições e o surgimento da rota da seda que propagaram as tulipas por todo o planeta. Na Holanda, ela encontrou condições climáticas perfeitas para seu plantio, sendo os primeiros bulbos cultivados naquele país oriundos da Turquia.

Considerada uma joia pelos turcos, no passado, a planta só podia ser cultivada nos jardins da família real.

Originalmente, a tulipa sempre foi associada ao poder e ao prestígio. E com o passar do tempo seu cultivo e comércio cresceram de maneira vertiginosa.

Como plantar tulipas

tulips-1235731_960_720

1. Para replantar os bulbos da tulipa, é preciso cortar a flor e remover suas folhas logo que ela murchar.
2. Limpe os bulbos com uma escova ou um pano, e mantenha-os em local fresco e arejado por cerca de 3 meses, sem receber umidade.
3. Plante os bulbos em um vaso com terra vegetal umedecida.
4. Cubra o recipiente com plástico e coloque-o para congelar durante 6 meses, em temperatura variando de 2 a 5°C.
5. Em seguida, coloque o vaso em lugar com boa luminosidade por 2 meses – lembrando de deixar a terra sempre úmida.
6. Embrulhe o vaso com plástico outra vez e leve-o ao congelador por mais 6 meses.
7. Depois disso, basta retirar o vaso do congelamento e deixá-lo em local iluminado. A flor surgirá em torno de 1 mês.

Mais dicas de cultivo das tulipas

holland-1137533_960_720

 A escolha do bulbo (espécie de caule subterrâneo) é importante. Saudável, ele produz tulipas mais bonitas. O ideal é que o bulbo seja grande, não apresente rachaduras ou sinal de que esteja podre.

 Lembre-se que água em excesso atrai bactérias e fungos. Por isso, não encharque a terra.

 Sua tulipa pode ser cultivada dentro de casa, de preferência em um lugar arejado, perto de uma janela ensolarada.

 O recomendado ao adquirir tulipas para o cultivo é escolher aquelas cujas flores ainda estão fechadas. Na fase de botão, a nova planta provavelmente terá mais tempo de vida útil para embelezar seu ambiente com charme.

As dicas de cultivo acima são cuidados que tentam criar as condições ideais para a tulipa florescer aqui no Brasil, uma vez que nosso clima não é lá muito agradável para a flor. Tanto que, muitas vezes, parece que ela morreu.

Contudo, as precauções e curiosidades indicadas neste post ajudam a garantir a vida dessas belezinhas por vários anos, mesmo em países mais calientes.

Boa sorte, e até breve!

Veja também:

Sobre o autor

Fatima