Maternidade Saúde

Vacina Tríplice Viral: doses recomendadas, reações adversas e contraindicações

A vacina tríplice viral protege contra três doenças causadas por vírus: sarampo, caxumba e rubéola.

Deve ser aplicada em crianças, a partir dos 12 meses de vida e a segunda dose deve ser aos 15 meses, junto com a vacina varicela, formando a tetra viral.

Pessoas que nasceram após o ano de 1962, devem tomar 2 doses com um intervalo de 30 dias. Quem nasceu antes desse ano, deve tomar apenas 1 dose.

Composição:

Vírus atenuados da rubéola, sarampo e caxumba. Pode conter traços de um antibiótico chamado neomicina. Também contém gelatina (de origem bovina ou suína), que possui a função de estabilizar a fórmula da vacina.

Reações adversas:

As mais comuns são, que podem ocorrer de 3 a 12 dias depois: inchaço no local da aplicação, febre, manchas vermelhas, vermelhidão, sensação de calor nas articulações.

Em casos raros é possível acontecer: dor de cabeça, inflamação no pâncreas, inflamação nos testículos, púrpura (doença autoimune) e caxumba. Nestes casos, caso apareçam os sintomas, procure auxílio médico.

Contraindicações e alertas:

  • alergia aos componentes da fórmula, inclusive neomicina e gelatina;
  • gestantes;
  • portadores de doenças ou que fazem tratamentos que afetam a imunidade;
  • pessoas que fazem uso de corticóides;
  • febre;
  • pessoas que fazem tratamento com derivados de sangue;
  • quem fez transplante de medula óssea deve aguardar de 1 a 2 anos para fazer a aplicação;
  • se tiver tomado vacina contra a febre amarela no mesmo dia;
  • se não foi aplicada junto com a vacina varicela, deve-se aguardar 30 dias;
  • não é recomendável engravidar nos 30 primeiros dias após a aplicação.

Vacinas em dia:

É muito difícil coordenar as várias carteiras de vacinação de todos da família. Principalmente porque após os primeiros meses de vida, os períodos entre as vacinas são mais esparsos. Para quem tem mais de um filho o desafio é ainda maior.

Não quer correr o risco de perder a data das vacinas da família?

Confira: Calendário de vacinação: 5 aplicativos para deixar as vacinas da família em dia.

Sobre o autor

Mariana Mendes