Pele

Verrugas: o que são, por que surgem e como tratar?

As verrugas estão certamente entre os problemas que mais trazem preocupação quando o assunto é erupção na pele. O detalhe, porém, é que nem toda lesão ou saliência sobre a pele pode ser considerada necessariamente uma verruga.

Mas então, como isso funciona? E o que de fato são essas protuberâncias que eventualmente surgem pelo corpo? Nas próximas linhas esclarecemos essas e muitas outras dúvidas relacionadas ao problema. Confira!

O que são as verrugas?

Apesar de muita gente tratar como algo simples, a verruga é, na prática, um tipo de tumor de pele. É bem verdade que na maioria das vezes se trata de algo inofensivo, mas também podem ser causadas pelo vírus HPV.

Elas podem surgir tanto em homens quanto em mulheres, em qualquer fase da vida e em diferentes áreas do corpo, incluindo mãos, pés, virilha e até o rosto. Além disso, de modo geral o problema pode surgir no corpo de forma isolada ou em grupos, podendo espalhar de uma parte do corpo para outra.

É importante ressaltar também que é comum que elas desapareçam do corpo sem qualquer tipo de tratamento. Todavia, existem alguns medicamentos que aceleram o desaparecimento das verrugas.

Conheça as variações de verrugas

Diferente do que muitos imaginam, não existe apenas uma razão para o surgimento delas e tampouco existe apenas um tipo de verruga. Nos próximos tópicos, portanto, falamos sobre as principais diferenças entre cada uma.

Verrugas comuns ou vulgares

Esse tipo de verruga é o mais conhecido. Nesse caso ela possui aparência arredondada e sua coloração é semelhante à da pele. Normalmente elas surgem em áreas do corpo onde há maior atrito, como por exemplo, dedos, mãos, cotovelos e joelhos. Elas podem surgir na infância e são benignas.

Verrugas plantares

Esse tipo de verruga é mais conhecido como “olho de peixe“. Normalmente ela surge na parte de baixo ou na plantas dos pés, sendo por vezes confundida com um simples calo. As plantares possuem aparência acinzentada, e mesmo se tratando de uma verruga mais profunda, é benigna e de tratamento simples.

Verrugas planas

A verruga plana possui aparência amarelada e achatada. É mais comum esse tipo de verruga surgir no rosto e de forma múltipla. Assim como as demais mencionadas até aqui, elas também são benignas e não levam ao surgimento de outras doenças.

Verrugas filiformes

A verruga filiforme possui aparência fina, lembrando uma cobrinha ou um fio, mas também é benigna. Esse tipo é comum em pessoas maduras ou que possuem baixa imunidade. Elas podem surgir em qualquer área do corpo, mas principalmente no pescoço, rosto e pálpebras

Verrugas periungueais

Esse tipo possui a aparência similar à das verrugas vulgares, porém costuma surgir em torno de unhas. Elas também são benignas.

Verrugas subungueais

Nesse caso elas possuem a aparência similar às verrugas vulgares, entretanto, o problema costuma aparecer sob a unha. É possível, que esse tipo fique imperceptível com o uso de esmalte de tonalidade escura.

Todavia, não é possível escondê-la para sempre, pois ela faz com que a unha cresça torta ou de forma ondulada. Mesmo nesse caso o problema é benigno.

Verrugas anogenitais

Agora, as verrugas anogenitais costumam aparecer na região genital, oral, uretral e perianal. É bastante comum que elas estejam ligadas a alguma doença sexualmente transmissível.

Um detalhe importante é que esse tipo costuma ter uma resistência maior ao tratamento. Além disso, embora a verruga em si não seja maligna, ela pode ser causadora de tumores malignos, como câncer de pênis e câncer de útero. Dito isso, é preciso que se tenha uma atenção redobrada ao caso.

O que fazer ao descobrir uma verruga?

A primeira coisa que deve fazer ao perceber que possui algum tipo de verruga é procurar um dermatologista. Apesar disso, no caso da verruga anogenitais, o melhor a fazer é procurar logo um ginecologista ou urologista. Isso porque ambos podem detectar o problema e indicar o melhor tipo de tratamento.

Além disso, vale dizer que, não importa se a verruga é benigna ou maligna, o mais indicado é a remoção. O motivo é que trata-se de um viral que pode espalhar pelo corpo ou passar para outra pessoa. O profissional da saúde consultado deverá recomendar a melhor maneira de removê-la da pele.

Como eliminar as verrugas?

Atualmente a medicina disponibiliza diferentes formas de tratamento para remoção das verrugas. Entre meios mais comuns estão: cirurgia a laser; medicamentos como Duofilm, que é preparado à base de ácido dalicílico; crioterapia; e o mais comum, que consiste em queimar ou cortar a verruga

Outra forma comum de remoção é o uso de creme com ação esfoliante, que ajuda se livrar por completo do problema. Vale dizer, no entanto, que o método mais eficaz na opinião de especialistas, é a já mencionada Crioterapia.

Esse método consiste no congelamento da verruga e vírus com auxílio do nitrogênio líquido. Com esse tipo de tratamento é possível que a verruga caia em até uma semana.

É importante que se diga, no entanto, que o tratamento nesse caso deve ser realizado em um consultório médico, sendo feito por um dermatologista. Além disso, não é recomendada a remoção da verruga sem orientação de um especialista.

O motivo é que há casos em que não se trata de uma simples verruga e sim um problema clínico mais grave.

Quando devo me preocupar com a verruga?

Grande parte das verrugas são benignas e de tratamento simples, entretanto, é importante ficar atento e se preocupar quando elas surgem em grande quantidade ou causam febre.

Outra razão para preocupação é quando a verruga causa alguma dor ou surge na região anal ou genital. Também é importante ter atenção aos sinais do corpo. Em caso de fraqueza do sistema imunológico pode haver associação ao vírus HIV. Em todo caso, ao menor sinal do problema um médico deverá ser consultado.

Transmissão das verrugas

Para que um portador de verruga passe a mesma para outra pessoa, é necessário que haja contato direto com a verruga. De modo geral, portanto, as crianças costumam ser mais propensas à contaminação por verruga, podendo espalhá-la pelo próprio corpo.

Isso porque ficam coçando e mexendo na verruga o tempo todo, tocando em outras partes do corpo e até encostando em algum colega. Vale lembrar, no entanto, que o vírus das verrugas só é transmitido para outra pessoa se ele encontrar uma porta de entrada. Os exemplos incluem algum tipo de aranhão ou até mesmo uma unha encravada.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */