Remédios Sexo

Viagra feminino: veja aqui como funciona, prós e contras

O Viagra é um medicamento muito conhecido no mundo todo. Desde 1998, quando começou a ser vendido pela Pfizer, a pílula azul ganhou espaço na cultura popular. Os homens com dificuldades de disfunção erétil tinham um medicamento para auxiliar nos problemas mecânicos relacionados à falta de ereção.

Acontece que, desde o surgimento do Viagra, a indústria farmacêutica passou a pesquisar e buscar um medicamento que também ajudasse as mulheres a melhorar o prazer sexual. Foi apenas em 2015 que a FDA (Food and Drug
Administration), que é a agência reguladora de medicamentos e alimentos dos Estados Unidos, aprovou o Addyil, produzido pela Sprout Pharmaceuticals,. O princípio ativo da pílula rosa é a flibanserina.

De 2015 para cá muito debate tem acontecido em torno do viagra feminino: Como ele funciona? É realmente eficaz? Quais são os prós e os contras? Neste artigo, saiba mais sobre o famoso viagra feminino e entenda melhor a pelêmica ao redor dele.

1. O que é o viagra feminino?

O viagra feminino ou a pílula rosa é um medicamento chamado Addyil. Seu princípio ativo é a flibanserina. De acordo com um artigo publicado na Revista Virtual de Química, o desejo sexual das mulheres não tem a ver apenas com os níveis de hormônios testosterona e estrogênio. Para que elas sintam prazer, é preciso que os neurotransmissores dopamina e norepinefrina trabalhem corretamente. Já a serotonina é responsável por diminuir o prazer sexual delas.

2. Como o viagra feminino funciona?

A flibanserina atua aumentando a liberação de dopamina e norepinefrina, acompanhado de redução na
liberação de serotonina nos circuitos cerebrais relacionados ao interesse sexual e ao desejo. Segundo o artigo: “O composto apresenta ainda atividade antidepressiva na maioria dos modelos animais sensíveis a antidepressivos,
porém qualitativamente esta atividade parece diferente de outros fármacos desta classe”.

3. Quais são as indicações de viagra feminino?

A Associação Americana de Psiquiatria classifica a falta de desejo sexual em mulheres como Transtorno de
Interesse/Excitação Sexual Feminino (FSIAD, sigla em inglês). Para que este transtorno seja diagnosticado é preciso que a pessoa apresente pelo menos três dos seguintes sintomas:

  • Ausência/redução do interesse na atividade sexual;
  • Ausência/redução de pensamentos ou fantasias sexuais/eróticas;
  • Ausência/redução da iniciação de atividade sexual;
  • Indiferença às tentativas do parceiro de iniciar atividade sexual;
  • Ausência/redução da excitação/prazer durante atividade sexual em pelo menos 75% dos encontros sexuais;
  • Ausência/redução do interesse/despertar sexual em resposta a qualquer insinuação interna ou externa (escrita, verbal, visual);
  • Ausência/redução das sensações genitais ou não-genitais durante a atividade sexual em pelo menos 75% dos encontros sexuais.

Além disso, para ser diagnosticada a FSIAD é preciso ter certeza de que não existem outras causas que envolvam a falta de desejo, como por exemplo:

  • Transtornos mentais não-sexuais;
  • Sofrimento de relação severa (violência do parceiro) ou outros fatores de estresse;
  • Efeitos de substâncias/medicamentos ou outra condição médica.

Saiba mais:

4. Quais são os efeitos adversos do viagra feminino?

Entre os efeitos adversos do uso deste medicamento estão:

  • tontura;
  • sonolência;
  • náusea;
  • fadiga;
  • insônia;
  • secura na boca;
  • se consumido junto com álcool ou anticoncepcionais, os efeitos adversos podem ser muito piores.

5. É possível comprar viagra feminino nas farmácias do Brasil?

O Addyil é um medicamento considerado “tarja preta” nos Estados Unidos, ou seja, só pode ser consumido com indicação de um médico, que deve realizar alguns exames antes de prescrevê-lo. Além disso, esse remédio é aprovado pela FDA nos Estados Unidos, no entanto, não passou por análise da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), portanto, não pode ser comercializado nem utilizado no Brasil.

Pelo jeito não existe um caminho tão simples para aumentar o prazer feminino. Mas, se você está em busca de aumento de prazer, veja também:

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */