Recomendados para você
Plantas Medicinais Saúde

Xanthoparmelia: conheça mais sobre o “Viagra natural”

Xanthoparmelia

A disfunção erétil é um problema que atinge 38 a 60% dos homens entre 40 e 70 anos. A dificuldade em conseguir ou manter uma ereção, tem se transformado num pesadelo na vida de muitos homens. Muitos estudos tem sido feitos na busca incessante para a melhora da performance sexual masculina, principalmente para solucionar o problema da disfunção erétil. Através de pesquisas realizadas sobre o uso de medicamentos naturais para solucionar o problema da disfunção erétil, foi descoberta a Xanthoparmelia, um fitoterápico com poderosa propriedade estimulante.

A Xanthoparmelia ou Xanthoparmelia scabrosa, é um líquen seco (associação simbiótica entre fungos e algas), encontrado na Ásia, América do Sul, e Austrália. Estudos comprovaram que o uso da Xanthoparmelia associado a outras terapias, e mudanças no estilo de vida, contribui favoravelmente para o tratamento da disfunção erétil, levando a uma melhora na qualidade de vida de muitos homens.

Veja também – Maca peruana: o que é e quais são seus benefícios? 

Disfunção erétil

A disfunção erétil é a incapacidade que o homem tem em obter ou manter uma ereção durante o ato sexual. As causas da disfunção erétil podem ser várias: doenças vasculares, depressão ou estilo de vida.

Causas da disfunção erétil (impotência sexual)

Vários fatores podem causar a disfunção erétil, poucos relacionados diretamente com problemas no órgão sexual. Ela pode ocorrer em homens de todas as idades, sendo mais frequentes em algumas faixas etárias e a qualquer momento da vida.

  • Estresse: durante situações estressantes, o organismo libera diversos hormônios na corrente sanguínea, que interferem em uma boa circulação dentro dos vasos cavernosos.
  • Ansiedade: a função da ereção é prejudicada sensivelmente pela ansiedade, provocando transtornos psicológicos. O organismo libera o hormônio da adrenalina em demasia, fazendo com que os vasos sanguíneos fiquem mais estreitos, e o sangue tem dificuldade em chegar até o pênis.
  • Problemas vasculares: o pênis precisa de uma boa irrigação sanguínea para que ocorra a ereção. Qualquer condição que impeça ou atrapalhe esse processo, causa a impotência sexual. Problemas cardíacos, colesterol elevado, arteriosclerose (que costuma ocorrer com a idade), prejudicam a ereção.
  • Desequilíbrios hormonais: principalmente a falta de testosterona, hormônio importante para a libido.

Estilo de vida

Hábitos que fazem parte da rotina do homem, supostamente que induzem a um relaxamento, ocasionam a disfunção erétil:

  • Tabagismo: é uma das maiores causas da impotência sexual masculina na população mais jovem. O tabaco produz alterações no sistema vascular, impedindo que o sangue chegue até o pênis.
  • Bebidas alcoólicas: o álcool é uma droga depressora do sistema nervoso central, provocando o relaxamento muscular. Esse relaxamento muscular também afeta o pênis porque os músculos não conseguem manterem-se tensionados, impossibilitado a ereção.
  • O uso de drogas ilícitas como a cocaína, a heroína, entre outras, causam a disfunção erétil, às vezes com sérios danos ao funcionamento do órgão sexual.

Como ocorre a ereção?

A ereção pode ocorrer espontaneamente. Em outras vezes, precisa de alguns estímulos sexuais para que aconteça. Mas, de uma forma ou de outra, necessita de um mecanismo para fisiológico para que isso ocorra.

O pênis é constituído por três estruturas de formato cilíndrico e de tecido muito elástico. Duas estruturas são os corpos cavernosos, e a terceira é o corpo esponjoso, que permeia a uretra. Os responsáveis pelo aumento do volume e da ereção do pênis são os corpos cavernosos.

Veja também – Chás afrodisíacos: Conheça os principais

Quando o homem é estimulado, seja por contato físico ou fantasias sexuais, o cérebro libera produtos químicos que faz com que os corpos cavernosos se encham de sangue e ocorra a ereção. Quando ocorre algum problema, seja no envio de sinais pelo cérebro, ou na dilatação das artérias para que se encham de sangue, a ereção é prejudicada, ou não acontece.

A Xanthoparmelia é utilizada pela medicina ayurveda a milhares de anos. Ela favorece o relaxamento muscular e a dilatação das artérias, fazendo com que a circulação sanguínea no pênis aumente drasticamente e, consequentemente, se atinja a ereção. A Xanthoparmelia  funciona como um inibidor natural da enzima PDE-5, encontrada no corpo cavernoso do pênis. Entenda como ela funciona:

  1. Durante a relação sexual, estímulos físicos ou psicológicos, fazem com que o sistema nervoso central emita sinais ao pênis.
  2. Os estímulos sexuais produzem o GMP cíclico, substância responsável pelo relaxamento do músculo que regula a passagem do sangue para o órgão sexual, aumentando o fluxo sanguíneo da região.
  3. Havendo um relaxamento do músculo, o sangue enche os corpos cavernosos de sangue e ocorre a ereção.
  4. Quando a enzima PDE-5 começa a destruir o GMC cíclico, ocorre a perda da ereção. A ausência do GMP cíclico, implica na diminuição do fluxo sanguíneo e do relaxamento muscular.

A Xanthoparmelia inibe a produção da enzima PDE-5, resultando numa ereção mais rígida e prolongada.

Como a Xanthoparmelia auxilia na disfunção erétil?

A impotência sexual é caracterizada pela incapacidade do homem em obter ou manter a ereção, mas a disfunção erétil pode se manifestar de outras maneiras.

  • O homem consegue ter uma ereção, só que demora muito para acontecer. Como a Xanthoparmelia aumenta rapidamente a circulação sanguínea nos vasos cavernosos, a ereção acontece rapidamente.
  • Há casos em que ocorre a ereção, porém não o suficiente para que o pênis aumente consideravelmente de tamanho e fique totalmente rígido.
  • A ejaculação precoce deve ser levada em consideração nos casos de disfunção erétil. Por fatores psicológicos, quando o homem sente medo de não conseguir manter a ereção o tempo suficiente para que o ato sexual se conclua, ela ejacula precocemente.

A Xanthoparmelia é um poderoso fitoterápico que possui propriedades estimulantes. É utilizada também por homens que não possuem disfunção erétil, mas que apenas querem melhorar seu desempenho sexual e aumentar sua libido. Atua no relaxamento muscular e auxilia a dilatação das artérias proporcionando uma melhor circulação sanguínea no pênis. Por meio dessa ação, ocorre a liberação de ácido nítrico durante a estimulação sexual, permitindo um maior fluxo sanguíneo nos vasos cavernosos.

A Xanthoparmelia proporciona uma ereção rápida, rígida e prolongada por ser um inibidor natural de PDE-5, entretanto, vale ressaltar que os estímulos sexuais são necessários para que o fitoterápico produza os efeitos desejados.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */