Doenças

Zika Vírus: saiba tudo sobre uma das doenças mais faladas do momento

Uma das doenças mais comentadas do momento é, sem sombra de dúvida, a Zika Vírus, que já fez inúmeras vítimas ao redor do mundo. Apesar de toda repercussão que o assunto tem gerado, no entanto, muita gente ainda não sabe como evitar a proliferação do problema.

A prova disso é que poucas são as pessoas que tomam as devidas providências a fim de prevenir a doença.

Para ilustrar melhor isso, falamos mais detalhadamente a respeito dessa questão, bem como a respeito dos meios de contaminação, tratamento e muito mais.

Conheça a temida Zika Vírus

O termo utilizado para especificar o vírus do Zika Vírus é o ZKV. Trata-se de um parasita transmitido através do mosquitos Aedes aegypti, que também transmite a febre chikungunya, Aedes albopictus e a dengue.

O primeiro registro desse vírus data de 1947, ano em que foi detectado o mesmo em macacos localizados na Floresta Zika, em Uganda. Mas foi apenas em 1954 que foram registrados os primeiros casos de humanos contaminados, o que ocorreu na Nigéria.

Com o passar do tempo o problema ganhou o mundo, passando para Oceania no ano de 2007 e em seguida chegando à Polinésia Francesa, em 2013. Agora, falando de Brasil, os primeiros casos de Zika Vírus foram registrados em 2015, nos estado do Rio Grande do Norte e Bahia.

Um detalhe perturbador é que o problema segue se espalhando rapidamente, de modo que atualmente a doença já foi registrada em 70 países.

Como ocorre a transmissão do Zika Vírus?

A principal forma de contágio com o vírus da Zika é através do mosquito que se alimentou de um sangue contaminado. A transmissão é feita em ciclo, que começa quando o mosquito fêmea do Aedes aegypti deposita seus ovos em um local com água parada.

Depois dos ovos eclodirem, as larvas permanece em água por uma semana, onde já se torna um mosquito adulto, pronto para se alimentar de sangue humano.

Um mosquito adulto vive por aproximadamente 45 dias, e após ser picado por um mosquito contaminado, os sintomas do Zika levam em média ente três a doze dias para se manifestar.

Outras formas de pegar Zika Vírus

Apesar de a picada do mosquito ser o meio de contaminação mais comum, é importante destacar que existem outras circunstâncias peculiares onde também pode haver o contágio.

Nos próximos tópicos falamos sobre esses casos.

Contágio do Zika na gestação

Em caso de gravidez, há a possibilidade da mãe passar a doença para o bebê durante a gestação.

Esse tipo de transmissão vem sendo ligado ao surgimento da microcefalia e de anomalias cerebrais graves do feto. As consequências incluem alterações oculares e articulares, dentre outras questões ligadas à má formação do bebê.

Sexo sem proteção

O Zika Vírus também pode ser transmitido por meio do ato sexual sem proteção, mesmo que o portador do vírus não manifeste nenhum sintoma.

Segundo estudos, é possível que o ZKV permaneça por um período maior nos fluidos vaginais e no sêmen, mesmo passado muito tempo da manifestação dos sintomas.

Casais que estão planejando ter filhos e moram em locais com recorrência da doença, portanto, devem procurar aconselhamento médico para prevenção pré e pós-concepção.

Os cuidados devem ser maiores se um dos dois já tiver se contaminado como vírus em algum momento. Caso isso tenha ocorrido, o recomendado é esperar até seis meses a fim de evitar que a doença seja passada para o feto.

Transfusão de sangue

Existem alguns relatos no Brasil onde a contaminação com o vírus pode ter ocorrido por meio de transfusão de sangue.

Por essa razão, a triagem da doação de sangue está mais rigorosa, estipulando prazo para quem teve a doença ou teve relações sexuais com infectado.

Principais sintomas do Zika Vírus

Os sintomas do Zika Vírus são bem similares aos da dengue. A lista inclui febre, dor e inchaço nas articulações, além de dor muscular, erupção cutânea, dor de cabeça e atrás dos olhos, conjuntivite e coceira na pele.

A duração dos sintomas pode ser de dois a sete dias, mas as dores articulares podem ter uma duração de até um mês. Vale dizer, porém, que até 80% dos expostos ao vírus podem não desenvolver a doença.

Sintomas raros

Vale destacar aqui que, em alguns casos, a doença pode trazer outros sintomas menos comuns, tais como diarreia, lesões na mucosa oral, dor abdominal e fotofobia.

Tratamento para o Zika Vírus

Atualmente não existe nenhuma cura do Zika Vírus, portanto, são tratados apenas os sintomas. Durante o tratamento, o paciente deve ser mantido longe do contato com mosquitos, a fim de evitar a transmissão da doença.

Nesse período, o indicado é o uso de repelentes e mosquiteiros, e a prevenção deve ser feita até seis dias após o início dos sintomas.

Pacientes que tratam os sintomas do contágio pelo ZKV também podem tomar alguns medicamentos. Todavia, assim como no caso da febre chikungunya e da dengue, deve-se evitar o uso de medicamento à base de ácido acetilsalicílico.

A lista de remédios contraindicados, portanto, inclui por exemplo a aspirina, além de outras que possuem substâncias similares. O motivo é que eles elevam o risco de sangramentos. Além disso, os anti-inflamatórios não hormonais também não são recomendados.

Dito isso, o melhor a fazer no aparecimento dos sintomas da doença é recorrer a um profissional médico. Ele fará o diagnóstico e recomendará o medicamento adequado ao caso.

Como prevenir o Zika Vírus?

Como dito anteriormente, a fêmea do mosquito precisa de água parada para botar seus ovos. Por isso mesmo, uma dica de prevenção é lavar bem os pratinhos das plantas com água e sabão, colocando areia e trocando uma vez por semana.

Além disso, também é importante manter todo tipo de cuidado para evitar água em jarros, potes, baldes, garrafas etc. A sugestão, portanto, é embalar bem as garrafas de vidro e as pet que não serão mais utilizadas e disponibilizar para coleta.

Outra recomendação é manter a caixa d’água coberta com tampa adequada e sempre jogar lixo em saco plástico, mantendo a lixeira tampada. Também é válido se livrar de eventuais pneus velhos no quintal para evitar o risco de Zika Vírus.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */