Curiosidades

Zonas azuis: onde a morte demora mais para chegar

Zonas azuis

Só temos uma única certeza em nossas vidas: a morte. Já nascemos sabendo que vamos nascer, crescer, amadurecer, envelhecer e, por fim, a morte, o fim de tudo, ou não. Mas mesmo sendo uma certeza, e se você pudesse morar num lugar onde a morte demora mais para chegar? E é justamente esse o segredo zonas azuis.

Algumas pessoas não tem medo da morte, outras, no entanto, gostariam de descobrir uma forma de prolongar esse poucos anos que temos para usufruir do milagre que é a vida. É com esse intuito de prolongar seus anos de vida que pessoas mudam completamente seu estilo de viver.

Muito se fala na mudança dos hábitos alimentares e físicos, sendo que ambos tem a capacidade comprovada de não só prolongar a vida, como proporcionar uma vida muito mais saudável a esta pessoa, não é a toa que cada vez mais pessoas aderem um estilo de vida mais saudável e ativo.

Mas mesmo com essa mudança no estilo de vida a faixa de vida dos brasileiros é de 70 anos, não mais que isso. Mas aí nós perguntamos, como certas pessoas, como os japoneses, conseguem viver tanto tempo?

Os japoneses, bom, na verdade, os orientais sempre foram um exemplo de longevidade para os humanos, mas acontece que, como qualquer ser humano, queremos muito mais que exemplo. Foi aí que Dan Buettner se reuniu em 2004 com a National Geographic e os melhores investigadores de longevidade para ir atrás de respostas concretas sobre a longevidade.

O intuito do grupo era identificar, ao redor do mundo, os bolsões onde as pessoas vivem por mais tempo e melhor. E é exatamente esses lugares que chamamos de zonas azuis: locais ao redor do mundo onde as pessoas tem uma faixa de vida maior e um estilo de vida muito melhor que em outros lugares.

Após essa viagem, o grupo conseguiu identificar cinco bolsões, ou seja, cinco zonas azuis. Foi aí que eles levaram cientistas a esses locais para estes identificarem as características de vida nessas zonas azuis capazes de explicar sua longevidade.

O que se descobriu foi que todos esses locais compartilhavam de exatamente 9 características que permitem que eles vivam muito mais, e essas novas características chama-se ‘’O Poder dos 9’’.

Resumindo, existem 5 regiões onde as pessoas vivem por mais tempo. Ou seja, uma saída para uma morte, pelo menos a curto prazo.

As zonas azuis

1. Ilhas de Okinawa – Japão

E lembra que comentamos lá no início do texto que os orientais sempre foram uma figura quase mística por ter a habilidade de ter uma vida mais longa? Pois bem, acontece que justamente uma das zonas azuis fica localizada no Japão, mais precisamente nas Ilhas de Okinawa.

Okinawa é uma província que fica mais ao sul do Japão, ela é composta por cerca de 169 ilhas que formam o arquipélago de Ryukyu. Não é a toa que Okinawa é uma das zonas azuis, o local é recordista em população centenária, e por esse motivo a região é alvo de diversos cientistas que tentam descobrir o mistério da longevidade dos japoneses.

Veja também – Benefícios do Shiitake para a imunidade, o coração e muitos outros!

Alguns segredos que podem estar relacionadas a longevidade dos japoneses dessa região é o estilo de vida que eles levam. Os Okinawanos idosos fazem exercícios físicos e mentais diariamente.

Sua dieta também é pobre em sal mas rica em vegetais e frutas, que contêm fibras e antioxidantes em abundância. Eles também são uma das populações do mundo que mais consomem soja, cerca de 120 gramas por dia. A diferença é que a soja que eles consomem não são transgênicas.

Outro do que pode ser o segredo da longevidade é que os Okinawanos não comem muito, eles tem uma prática chamada de hara hachi bu, que significa comer até estar 80% satisfeito.

2. Sardenha – Itália

Mas não são só os orientais que estão na lista das zonas azuis, a população de sangue quente também faz parte das zonas azuis: os italianos.

Um dos bolsões fica localizado na Sardenha, uma ilha do Mar Mediterrâneo e região autónoma da Itália. A Sardenha também tem um grande percentual de pessoas centenárias. Para se ter uma ideia, em 2012 cerca de 371 pessoas eram centenárias, sendo que algumas delas já tinham ultrapassado um século de vida.

Essas pessoas foram localizadas principalmente nas províncias de Ogliastra e Nuoro.

Veja também – Conheça a história e origem do Qi Gong

O segredo da longevidade desses italianos também pode consistir da sua alimentação, que sempre foi uma alimentação simples pelo fato do povo italiano ter sido sempre um povo pobre.

Então eles consomem muitas verduras, frutas, além das famosas massas – pão e massa fresca -, fava, vinho tinto, queijo peccorino e leite de cabra – sua principal fonte de proteína. Outro fato que pode contribuir na longevidade, pois os italianos não consomem muita carne vermelha, a não ser nos festivais.

Outro fator que pode interferir na longevidade é no estilo que vida que levam, a maioria da população dessa região são pastores, ou seja, acordam cedo, saem de casa de madrugada e passam o dia andando ao lado de seus rebanhos.

A Sardenha também é conhecida por ser um lugar de ar puro, outro fator que pode contribuir para mais anos de vida, principalmente se pensarmos que a poluição é um dos fatores que conduzem a um envelhecimento precoce, mais um motivo para a cidade fazer parte das zonas azuis.

3. Icaria – Grécia

A Icária, uma ilha grega, fica localizada no Mar Egeu setentrional, a sudeste da ilha Samos também faz parte das zonas azuis. Foi em 2009 que se descobriu que a ilha tem a maior população que alcança aos 90 anos de idade ao redor do mundo, ou seja, uma a cada 3 pessoas chegam nesta faixa etária.

O local também é conhecido por ter uma baixa incidência de doenças graves, como câncer – 20% – e doenças cardíacas – 50% -. Um dos maiores segredos dessa longevidade está relacionada a dieta dos gregos.

Eles possuem uma dieta rica em vegetais e grãos, além do azeite de oliva – quase todos os pratos por lá são finalizados com azeite, que possui antioxidantes naturais – , leite de cabra, chás de ervas e leite de cabra.

Eles tem um ótimo hábito que diminui o estresse, diminui a incidência de ataques cardíacos e nos deixa mais jovens e dispostos: soneca. Os habitantes dessa cidade tiram uma sesta todos os dias, ao meio-dia, por cerca de 30 minutos.

4. Loma Linda – Califórnia

Outra das zonas azuis fica localizada nos Estados Unidas, uma cidade chamada Loma Linda, na Califórnia. Parece até estranho ter uma das zonas azuis na Californiana, mas apesar da cultura voltada ao fast food está cidade que fica no condado de San Bernardino conseguiu manter bons hábitos de vida. Em Loma Lima as pessoas tem uma média de vida 10 anos a mais que a média dos americanos – 79 anos -.

Essa longevidade está diretamente ligada a religião da comunidade. Os adeptos da Igreja Adventista tem uma rigorosa rotina que inclui alimentação saudável, exercícios físicos e descanso. Por exemplo, os adventistas não consomem nem cigarro e nem álcool e levam uma dieta totalmente vegetariana.

Eles acreditam que a longevidade está diretamente relacionado ao respeito que temos ao nosso corpo. Ao que parece, está dando certo para eles.

5. Península de Nicoya – Costa Rica

Localizado na parte Noroeste da Costa Rica, a Península de Nicoya faz parte das zonas azuis por ter habitantes com ótimos hábitos alimentares. A população dessa cidade tem uma dieta composta de basicamente frutas – em grande quantidade – e cereais ricos em antioxidantes.

A Península não só é uma zona azul como é considerada a maior delas, ou seja, local onde mais existem pessoas acima dos 100 anos. Isso pode estar diretamente relacionado às próprias águas de Nicoya, que são ricas em cálcio e magnésio, que contribuem com o fortalecimento dos ossos e músculos.

Além de uma dieta rica em frutas, as pessoas dessa região consomem pouca carne vermelha e dormem todas as noites 8 horas de sono. A população também tem uma profunda fé em Deus.

Sabemos que ainda não existe nada para retardar a morte, mas você pode muito bem fugir dela mudando para qualquer uma dessas cidades que, além de serem bolsões – zonas azuis – onde a morte demora mais para chegar, são cidades maravilhosas, com ótimas comidas e belas vistas. Quem é que não quer esperar a morte desse jeito, não é mesmo?

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.